terça-feira, 13 de junho de 2017

O fico do PSDB e a luta por calda eleitoral dos 'cabeçcas-preta'

No dia seguinte ao 'fico' do PSDB, que decidiu permanecer apoiando o governo Temer e suas reformas, parlamentares 'cabeças-preta' da sigla deram início ao processo de fragmentação pela sobrevivência. Aqueles com mais 'tutano' buscarão abrigo em siglas menores e para elas levarão caldas que garantam o quociente eleitoral. É o caso de Daniel Coelho, que negocia uma travessia, mas garantindo ao novo partido que apoiará as reformas  em debate no congresso. Os partidos, mesmos os grandes, não contam com clima favorável à adesão de novos quadros neste momento de transformações e rebeldia do eleitor e militantes. Por esse motivo, a tática será dividir para escapar.
Provavelmente, muitos partidos pequenos abrirão espaço para deputados  com mandato, desde que tragam a calda necessária. Caso essa tática funcione como imaginam seus artífices, presume-se que a renovação seja baixa em 2018, comparando-se ao que as ruas andam pregando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário