quarta-feira, 28 de junho de 2017

Boi fraco: Joesley não aguenta a pressão e está internado.

Resultado de imagem para joesley batista
Ao que tudo indica, o coração dos velhinhos acusados não é da Friboi como o dele. 

O 'açougueiro do Brasil', como está sendo chamado Joesley Batista, não está sabendo lidar emocionalmente com as artimanhas e revelações em que se meteu e protagonizou. Com fortes dores nas costas, ele deu entrada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Nem o hospital nem sua assessoria emitiram nota pública esclarecendo a real dimensão do caso.
Nem Joesley, nem seu irmão, derramaram uma só lágrima quando a força desproporcional de suas empresas (BNDES por trás), associadas a um esquema que hoje se revelou fraudulento, resultou no fechamento de centenas de pequenos frigoríficos e matadouros municipais, para que o Friboi e demais marcas do grupo J&F se tornassem quase fornecedores isolados de proteína animal no Brasil. Nem ele chorou os milhares de funcionários desempregados pelos pequenos nem seu coração se revelou fraco por isso. Era um forte-fraco, um forte Tipo Friboi.
Seu império foi construído à base de dinheiro do povo, do BENES, cujo juro estratosférico (por captação internacional) o brasileiro parará por logos 60 anos. Pior que isso, o Friboi cresceu fechando os concorrentes, valendo-se da força de 'amigos' que não hesitavam em lacrar sem piedade  aqueles que atuavam humildemente mas com baixo custo, regulando o mrcado. A carne no Brasil saiu de um patamar de preço insignificante para um patamar europeu. Frango misturado com cabeça de porco passou a ser permitido e a custar 20 Reais o quilograma. Foi a linguiça estragada que mais fez mal a ele.
Que o Brasil fique de olho e atento para que nunca volte a acontecer o que se viu no setor de carnes e derivados. Isso foi tentado no setor de atacado e varejo, via Abílio Diniz; foi tentado no setor de remédios via Big Bem e outras - tudo com os bilhões do BNDES, ou nosso; e foi tentado até no setor de automóveis, com medidas provisórias sob encomenda.
Os donos do Friboi atolaram o Brasil numa crise sem precedentes e estão deixando uma dívida monstruosa para o brasileiro pagar; estão impunes; transferiram o controle das empresas para os Estados Unidos. Pior: acabaram com a reputação da carne brasileira e  estão deixando a nossa democracia em frangalhos, ao corromper políticos, servidores públicos, bancos e até membros do Ministério Público e Judiciário.
O coração de Joesley é fraco, mas não custa testar  resistência de sua carcaça a dez anos de cama de um presídio comum. Se há corrompidos é porque há corruptores - ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário