terça-feira, 9 de maio de 2017

Socorro Pimentel decide até julho se disputa vaga à Câmara Federal


A deputada Socorro Pimentel está se movimentando muito neste ano pré-eleitoral. Está fortalecida com a posse do esposo e ex-deputado Raimundo Pimentel na prefeitura de Araripina. Em contato com a redação do Meu Araripe, a deputada, que também é médica, informou textualmente que não pode esperar muito tempo para decidir seu rumo com vistas a 2018.
Perguntada se está pensando na câmara federal, respondeu: "Considerando. Iremos definir, no máximo, até julho deste ano. Temos que ouvir o partido. Mas vamos considerar os prós e os contra das alternativas. Só iremos disputar a câmara federal se no caso de vislumbrarmos um cenário extremamente positivo".
Perguntada se julho não é um prazo muito curto, ela respondeu: 'Acho que sim. No máximo em agosto, mas precisamos correr também porque é preciso tempo para construirmos os apoios após a definição. As movimentações estão sendo feitas e as articulações também. Não podemos demorar.
O que deixa o processo travado, na verdade, é a reforma política em gestação no congresso. A deputada Socorro Pimentel deu a entender que o seu partido precisa se consolidar nacionalmente, subir. Isto deve indicar que a mesma está nos planos do comando nacional do PSL.
'Estou muito tranquila para tomar a decisão para tomar esta decisão. Não há pressa, o tempo é que urge e com serenidade precisamos ouvir a todos para que a melhor decisão seja tomada', pontuou.
No estado, tanto Socorro Pimentel quanto o esposo e prefeito de Araripina são aliados de Armando Monteiro.

A DISPUTA PELA VAGA NA ASSEMBLÉIA
Com uma decisão de Socorro Pimentel pela disputa de vaga na câmara federal, abre-se no grupo comandado pelo esposo, em Araripina, o debate sobre quem será o candidato a disputar a vaga aberta na Assembléia. Sem ouvir nenhuma das partes, este blog faz uma lista que certamente será ouvida antes da decisão. A saber: Valmir Filho, Bringel Filho, Ryan Lacerda, Emanuel Bringel, Valmir Lacerda e, evidentemente, toda a bancada de situação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário