sábado, 27 de maio de 2017

Petistas preferem FHC em substituição a Temer

Há relatos na imprensa de que FHC e Lula estejam articulando sucessão a Temer, mas não conversando diretamente
A velha briga Lula x FHC, nunca entendida pela militância dos dois partidos, sobretudo fora do ABC paulista, onde todos sabem que a 'briga' é de 'irmãos' e para inglês ver, tende a ter uma trégua. FHC é o candidato preferido por Lula, Dilma, Temer e Aécio. Resta saber se os que ainda dependem das urnas para renovar seus mandatos vão combinar com esse acordão de salvar todos. PT, PC do B e PSOL precisam dar o voto e o beiço para que isto se confirme.
O plano dessa turma em ruínas é eleger FHC para presidente, Eunilson Oliveira de vice e, para o lugar de Eunilson na presidência do Senado, alguém que tenha coragem de enfrentar os delegados da polícia federal, os promotores da Lava-Jato e o juiz Sérgio Moro.
Ou seja: Não há como o Brasil não ser passado a limpo. Dando certo essa equação, os petistas se revelam eleitores de FHC. Não dando certo, a Lava-Jato avança.
O fato é que o velho não quer mesmo deixar o novo surgir no Brasil. O próprio FHC disse recentemente que 'O velho já morreu mas o novo ainda não pode assumir'. Sua ambição e vaidades desmedidas podem enterrar seu resto de legado. A outra parte o próprio Lula se encarregou de sepultar em 13 anos.


Mas é exatamente isto o que querem muitos que se alimentam da discórdia. FHC de volta ao poder é combustível para 'líderes' que se absterão de votar sem nada interferir no resultado, para em seguida mudar de partido e voltar a velha carga contra a política 'tradicional'. Projetos não tendo, combustível não faltando. O Brasil não sairá das cordas caso isto se confirme. Essas raposas não desistem do galinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário