terça-feira, 30 de maio de 2017

A Globo tentou conter ou estimular a corrupção? Assista e responda.


Direita e esquerda, a cada momento da nossa história, costumam culpar a Rede Globo. Culpam por apoiar ditadura de direita; culpam por apoiar ditadura de esquerda; culpam por defender moralismo; culpam por incentivar prostituição, pedofilia, homossexualismo, bigamia, trigamia, incestuosidade. Culpam por estimular corrupção e também por apoiar Sérgio Moro na sua cruzada contra o mal. Ainda culpam de ter defendido Collor, depois FHC, Lula e Dilma. Também culpam pela derrocada de todos. A Globo gosta disso. Gosta de ser 'culpada' por tudo, pois é isso o que lhe garante eterna liderança em todos os segmentos e horários quando o assunto é aparelho de TV ligado.
Talvez a resposta e as infinitas perguntas estejam no vídeo acima. Numa única cena, o velho e o novo em conflito. Um velho honesto querendo conter uma neta desonesta.
Talvez tenha sido isso o que o Brasil viveu em seus lares simples e abastados nas últimas décadas. O mal venceu o bem. Então, a questão é mais profunda. Induz a reflexão que envolve o que é e o que não é adequado entrar 'em cartaz'. Nunca é exagero perguntar se Glória Pires incentivou mil, dez mil, cem mil ou um milhão de jovens a tomar o lado da personagem na vida real, no cotidiano. Provavelmente influenciou muita gente a não querer ser 'trouxa', a achar normal o enriquecimento ilícito. Da mesma forma, pode-se afirmar que Xuxa tirou milhões de crianças e adolescentes, por mais de uma década, do banco da escola, estimulando mentes em formação a trocar a carteira escolar pela poltrona em frente à TV. Xuxa exagerava na sensualidade. Estimulava a mente masculina e também a feminina. Resta então questionar se Xuxa deveria ter sido exibida de 8 da manhã ou de 8 da noite, já que não exibir seria censura. Censura. Essa é a questão. De forma vaga, só dá para dizer e assegurar que muitos seriam melhor em matemática e português se tivessem se dedicado mais aos estudos que a aprender a dançar e rebolar ao som de  "Ilarilarilariê, Ô, Ô, Ô" - Tá na hora/Tá na hora/ Tá na hora de brincar".... E estudar que era bom, nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário