quarta-feira, 10 de maio de 2017

O dia de Moro e Lula.

Hoje, em Curitiba, Sérgio Moro e Luis Inácio terão o primeiro encontro de outros que virão. O Brasil está sendo passado a limpo. Vamos ver quem tem razão.
Uma coisa é certa: Lula não será preso hoje. Isso é expectativa que a CUT e o MST criam para atiçar a militância e arrecadar fundos. O código penal brasileiro é 'muito bom' para proteger quem mente. Fosse um réu americano, teria que falar a verdade sob pena se ficar enjaulado - qualquer um que faltar com a verdade de forma deliberada. Esta é só uma etapa, da fase de instrução do processo. Mesmo que Sérgio Moro tenha armazenado uma montanha de provas, Lula só poderá ser preso ao final do processo, ou em flagrante delito, ou se restar provado que ele tenta obstruir o trabalho da justiça. Isto está provado com a invasão de Curitiba pelos movimentos sociais. Mas, prudente como é, Moro não cairá na esparrela. Lula voltará par casa.
Na verdade, o que interessa a Moro no dia de hoje é pouca coisa, pois o resto já foi provado: A versão de Lula sobre sua relação com duas figuras capitais nos casos investigadas - Léo Pinheiro e João Vacari Neto, seu tesoureiro particular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário