sexta-feira, 26 de maio de 2017

Fim dos partidos e Supremo ampliado

Resultado de imagem para ministros do supremo
SUPREMOS: A imagem é horrível e assustadora

O Brasil não aguenta mais os partidos e também não aguenta mais o Supremo da forma como ele é, indicado por políticos sobretudo. Os políticos acabaram os partidos, enterraram suas histórias e fizeram o mesmo com o Supremo. As gravações reveladas e as ainda não reveladas provam isso. 
O justo seria acabar com os partidos para que os partidos não sepultem os políticos que ainda servem ao bem comum. Por outro lado, o Supremo deveria receber um adicional de ministros eleitos por advogados, juízes e promotores, até que os atuais se aposentassem e com o passar do tempo voltasse a  Suprema Corte a ser de apenas 11 membros. Os novos ministros seriam os responsáveis pelo julgamento dos processos da Lava-Jato e de outros casos de investigação da corrupção em andamento. Os atuais são todos suspeitos, à medida que foram indicados, todos eles, por presidentes denunciados ou acusados. Todos eles, desde aqueles indicados por Fernando Collor e a ele ligados por laços de sangue.

Parceria vem do longe. Estragos também.
A imagem pode conter: 2 pessoas, texto
Não tem como confiar. Seria muita ingenuidade. Seria querer muito de quem nada pode fazer ou oferecer no que realmente importa no momento. Essa é a 'anistia' que interessa e sara o Brasil.
As mudanças reais são essas. Por enquanto, eleição sem partido. Por enquanto, metade dos Ministros sem padrinho condenado ou denunciado - total de 22. Fim do foro privilegiado. Força e prestígio aos juízes de primeiro grau e Tribunais de Justiça nos estados, que estão mais perto da realidade e do calor do povo também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário