quarta-feira, 24 de maio de 2017

Brasília em chamas. Políticos flagrados no crime torcem e inflamam, tentando provocar nova ditadura, sonhando com o exílio.


Em virtude do caos instalado em Brasília, o presidente Temer convocou o exército, ativando um instrumento clássico das ditaduras. Vermelho e azul, bem representativo dos dois lados atingidos pelas investigações, predominam nas ruas. Os políticos mais enrolados agora torcem por uma ditadura. É a saída ideal para quem enfrenta denúncias graves de corrupção. Geralmente, as ditaduras 'expulsam' do País os 'baderneiros'. Tempos depois, o congresso aprova anistia e estes voltam aposentados. Foi o erro da ditadura iniciada em 1964, que prendeu, soltou ou exilou e depois aposentou grande parte dos mesmos sujeitos que voltaram a delinquir e hoje desestabilizam o Brasil, após saquear e quebrar aquela que era a sexta economia do planeta.
No atual momento, quase todos os lados complicados na justiça querem estado de exceção, exílio e fim das investigações da Lava Jato. Até parte da imprensa nacional, também temerosa.




DECRETO DE 24 DE MAIO DE 2017
Autoriza o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal.
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, caput, incisos IV e XIII, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 15 da Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 1999,
D E C R E T A :
*Art. 1º Fica autorizado o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal,* no período de 24 a 31 de maio de 2017. Parágrafo único. A área de atuação para o emprego a que se refere o caput será definida pelo Ministério da Defesa.
Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 24 de maio de 2017; 196º da Independência e 129º da República.
MICHEL TEMER
Raul Jungmann

Sergio Westphalen Etchegoyen
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Resultado de imagem para brasília estado de sítio
As imagens de Brasília no dia de hoje tendem a ser a imagem da maioria das capitais em poucos dias. O decreto acima ganhará abrangência nacional. As forças políticas que provocaram a bancarrota do Brasil vão se unir nas provocações e, não havendo moderação por parte dos que torcem pelas investigações e manutenção dos pilares da democracia, tudo resultará numa ditadura. Façam suas escolhas.
Enquanto  podemos, vamos postando à vontade, sem saber se será ainda um direito ou se logo ali teremos um longo período de censura.


Nenhum comentário:

Postar um comentário