quarta-feira, 31 de maio de 2017

O novo e robusto ISS

O Senado aprovou no último dia 14 o projeto de reforma do Imposto sobre Serviços de qualquer natureza (ISS). O texto, que segue agora para a sanção presidencial, fixa em 2% a alíquota mínima do imposto, na tentativa de acabar com a guerra fiscal entre os municípios, e amplia a lista de serviços alcançados pelo imposto. O projeto (SCD 15/2015) começou a ser discutido na sessão de terça-feira (13), mas vários senadores pediram o adiamento da votação, para poderem analisar as últimas alterações no texto.
A versão aprovada é um substitutivo (texto alternativo) da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 386/2012 – Complementar, de autoria do senador Romero Jucá (PMDB-RR). O substitutivo foi relatado no Senado por Cidinho Santos (PR-MT). Uma das principais mudanças aprovadas pela Câmara é a cobrança do tributo onde a operação ocorreu, em casos específicos como cartão de crédito ou débito e de factoring (aquisição de direitos de crédito) ou leasing (arrendamento mercantil).
Isso significa que as operações podem ser tributadas pelo município em que são feitas ou segundo o domicílio do tomador da operação, e não no município sede da administradora do cartão ou da empresa financeira. A regra geral para a cobrança do imposto é a cobrança no local do estabelecimento que presta o serviço. Críticos à mudança temem que a nova forma de distribuição do tributo sobre o cartão de crédito pulverize os impostos.
— É um projeto que moderniza a legislação e dá segurança jurídica, acrescentando várias atividades no escopo da cobrança desse imposto — disse Jucá.
O relator Cidinho Santos destacou que o objetivo principal do projeto é combater “a chamada guerra fiscal do ISS”. Ele também informou que a adoção de alíquota inferior a 2% ou a concessão de benefícios fiscais indevidos constituirão, em tese, ato de improbidade administrativa. O relator rejeitou algumas mudanças propostas pela Câmara, restabelecendo parte do texto do projeto original do Senado.
— Esse projeto faz justiça com os municípios do Brasil, pois incrementa a arrecadação — declarou o relator, destacando que a cobrança do ISS no local da prestação do serviço é uma demanda antiga dos municípios.
O senador Telmário Mota (PDT-RR) disse que o projeto é muito importante para as prefeituras. Ele citou um estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) que aponta que as alterações na lei podem garantir uma arrecadação extra de R$ 6 bilhões aos municípios. Para Otto Alencar (PSD-BA), o projeto merece destaque por incluir novas atividades no escopo da cobrança do ISS, permitindo uma maior arrecadação para as prefeituras.
— O projeto vem em boa hora, pois os municípios atravessam um momento delicado nas finanças — afirmou Otto.

Substituição tributária
O texto da emenda aprovada permite ainda à administração municipal atribuir o caráter de substituto tributário a empresas tomadoras de vários tipos de serviços. Com isso, essas empresas é que serão responsáveis pelo pagamento do ISS após descontá-lo da empresa prestadora do serviço, a efetiva contribuinte.
Entre os serviços para os quais esse mecanismo poderá ser usado estão os portuários, aeroportuários, ferroportuários e de terminais rodoviários, ferroviários e metroviários. Também foram incluídos pela Câmara os serviços de decoração e jardinagem; dedetização; limpeza e dragagem de rios, portos e canais; armazenamento, depósito, carga, descarga; e serviços de diversões e lazer, exceto produção de eventos e espetáculos, bailes, teatros, óperas, concertos e outros assemelhados.

Imunidade
A regra geral do texto proíbe a concessão de isenções, incentivos e benefícios tributários ou financeiros, inclusive redução da base de cálculo ou crédito presumido. O texto considera nula a lei ou o ato que não respeite essa regra. No entanto, o projeto permite algumas exceções. As cidades poderão estabelecer isenções e incentivos aos setores de construção civil, suas áreas correlatas (hidráulica, elétrica, serviços de perfuração de poços, escavação, drenagem, irrigação, terraplanagem e pavimentação), e ao transporte municipal coletivo, seja rodoviário, ferroviário, metroviário ou aquaviário.
Os municípios e o DF terão um ano, a partir da publicação da futura lei, para revogar os dispositivos que concedem as isenções. O município terá a possibilidade de entrar com ação na Justiça por improbidade administrativa contra o agente público que conceder, aplicar ou mantiver benefício financeiro ou tributário relativo ao ISS. A pena pode ser de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por cinco a oito anos e multa civil de até três vezes o valor do benefício concedido.

Inclusão
Várias atividades foram incluídas pelo projeto na lista dos serviços que podem ser tributados. Entre eles estão a aplicação de tatuagens e piercings; vigilância e monitoramento de bens móveis; processamento de dados e programação e computadores; e conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto em páginas eletrônicas, exceto no caso de jornais, livros e periódicos. No setor de reflorestamento, várias ações são incluídas para especificar o conceito de atividades congêneres, como reparação do solo, plantio, silagem, colheita, corte e descascamento de árvores e silvicultura.
Para o setor gráfico, o projeto considera serviços passíveis de tributação a confecção de impressos gráficos ao lado de outros já contemplados, como fotocomposição, clicheria, zincografia e litografia. Poderão ainda ser tributados pelo ISS o serviço de guincho, o guindaste e o içamento e o translado de corpos entre cidades.

Com informações da Agência Câmara


Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Salário e asfalto é a fórmula inicial de Raimundo Pimentel


O prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), mantém pragmatismo na administração como quem adota plano cartesiano para localizar pontos. Os pontos que ele quer localizar são 2018 e 2020.
No eixo vertical, a ordenada (y), já eliminou o todo ou grande parte dos números negativos, que se concentravam em salários atrasados da gestão anterior. Hoje a prefeitura anunciou pagamento dos meses atrasados para servidores da sede, os chamados administrativos. A ordenada é quem mais gera resultados imediatos de satisfação nos servidores e familiares, e também no comércio.
Na horizontal, a abscissa (x) do Plano Cartesiano RP, a prefeitura investe em asfalto nas ruas mais movimentadas e no bairro mais populoso, o Alto da Boa Vista. Conforto para motoristas e visual para as redes sociais. O plano de mídia parece funcionar bem com tal simplicidade.
Não há pesquisa para avaliar o retrato do momento. A percepção é só vocálica, com sinais positivos.
Reclamam das muriçocas, com razão. É recorrente, o canal não se afastou de lá nem foi eliminado com esgoto coletado. Então, a muriçoca será reclamação passada, presente e futura até que Raimundo Pimentel substitua a foto da abscissa por canal saneado.

PEC das Diretas Já aprovada, para que tudo continue como está e para que o Foro Privilegiado fosse aperfeiçoado.


Segue o teatro. O senado aprovou na sua CCJ a PEC que estabelece eleições diretas para presidente e vice em caso de vacância dos cargos até terceiro ano do mandato em curso. O Artigo 16 de Constituição estabelece um ano para que alteração em matéria eleitoral entre em vigor. Ou seja, nada mudou.
Era a fumaça que o Congresso precisava para mudar a PEC do fim do Foro Privilegiado. Foi aprovado para que nada mude também. Político com mandato agora está blindado. Só pode ser preso depois de julgado e condenado em última instância. Isso quer dizer o seguinte: Nunca os políticos serão condenados nem presos.
Desse teatro participaram todas as tendências. Do radical PSOL ao conservador PSC, do artista da Globo ao baiano Caetano. E a turma postando, 'protestando', exigindo "Diretas Já", sabendo que toda mudança constitucional em matéria eleitoral e financeira só se aplica no ano seguinte. E tome hipocrisia nauseante.

Palocci escreverá o mais perfeito livro de corrupção da humanidade


Antônio Palocci, ex-ministro forte e braço direito de Lula, começou a falar à lava-jato. Ele era o 'trator' que executava as ordens de comando que vinha do chefe. Falará tudo que sabe, mas concentrará esforços para demonstrar e desmontar o que de pior houve. Propinas a Lula, esquemas André Estaves do Banco Pactual, aquele da Rede de Farmácias Big Bem, que pretendia ser a Friboi dos remédios (fechando tudo com dinheiro do BNDES) e Abílio Diniz, que fez transações nebulosas e também tentou sem sucesso quebrar o varejo brasileiro para dominar o mercado.
O brasileiro comum vai entender em pouco tempo o que o PT tentou e não conseguiu por um simples motivo: Topou com brasileiros de fibra e empreendedores resistentes. O PT queria todo o mercado nas mãos de poucos. E também queria  o sistema financeiro nas mãos de poucos amigos, assim como a Construção Civil - Para virar partido único. A meta era concentrar os empregos em poucas empresas, o lucro só com elas e a maioria dos brasileiros dependendo de bolsa, sem trabalhar. Cem anos de escuridão com STF amordaçado e Polícia Federal só para os adversários. A Venezuela ficou só nessa jornada do atraso. Estamos quase fora. Luz sobre Palocci!

Mega esquema de 716 Bilhões

Somente entre 2008 e 2016, Lula e Dilma atolaram o Brasil numa dívida que levaremos 42 devendo, tudo para arrumar os amigos ricos, a exemplo de Joesley Batista, Abílio Diniz, Marcerlo Odebrecht entre outros. Funcionava assim a maluquice: O governo ia ao mercado privado e contraía empréstimos a juros de 14,25% ao ano, passava ao BNDES e o banco emprestava aos amigos do PT pela metade da taxa, entre 5% e 6%.
Você entendeu: quase 1 Trilhão que o brasileiro comum vai levar até 2060 para pagar.
Já pagou comprando carne podre e cara da Friboi, que deu um jeito de fechar os pequenos frigoríficos para elevar os preços. Já paga através de juros extorsivos dos bancos e cartões de crédito, que tiram do cidadão comum para repassar aos empresários que financiam e são financiados pela corrupção.

SIGA NO www.meuararipe.com

terça-feira, 30 de maio de 2017

A Globo tentou conter ou estimular a corrupção? Assista e responda.


Direita e esquerda, a cada momento da nossa história, costumam culpar a Rede Globo. Culpam por apoiar ditadura de direita; culpam por apoiar ditadura de esquerda; culpam por defender moralismo; culpam por incentivar prostituição, pedofilia, homossexualismo, bigamia, trigamia, incestuosidade. Culpam por estimular corrupção e também por apoiar Sérgio Moro na sua cruzada contra o mal. Ainda culpam de ter defendido Collor, depois FHC, Lula e Dilma. Também culpam pela derrocada de todos. A Globo gosta disso. Gosta de ser 'culpada' por tudo, pois é isso o que lhe garante eterna liderança em todos os segmentos e horários quando o assunto é aparelho de TV ligado.
Talvez a resposta e as infinitas perguntas estejam no vídeo acima. Numa única cena, o velho e o novo em conflito. Um velho honesto querendo conter uma neta desonesta.
Talvez tenha sido isso o que o Brasil viveu em seus lares simples e abastados nas últimas décadas. O mal venceu o bem. Então, a questão é mais profunda. Induz a reflexão que envolve o que é e o que não é adequado entrar 'em cartaz'. Nunca é exagero perguntar se Glória Pires incentivou mil, dez mil, cem mil ou um milhão de jovens a tomar o lado da personagem na vida real, no cotidiano. Provavelmente influenciou muita gente a não querer ser 'trouxa', a achar normal o enriquecimento ilícito. Da mesma forma, pode-se afirmar que Xuxa tirou milhões de crianças e adolescentes, por mais de uma década, do banco da escola, estimulando mentes em formação a trocar a carteira escolar pela poltrona em frente à TV. Xuxa exagerava na sensualidade. Estimulava a mente masculina e também a feminina. Resta então questionar se Xuxa deveria ter sido exibida de 8 da manhã ou de 8 da noite, já que não exibir seria censura. Censura. Essa é a questão. De forma vaga, só dá para dizer e assegurar que muitos seriam melhor em matemática e português se tivessem se dedicado mais aos estudos que a aprender a dançar e rebolar ao som de  "Ilarilarilariê, Ô, Ô, Ô" - Tá na hora/Tá na hora/ Tá na hora de brincar".... E estudar que era bom, nada.

Jogos Escolares de Araripina (JEA) acontecendo no SESC LER

A imagem pode conter: 3 pessoas
O vice-prefeito Bringel Filho e o secretário Executivo de Esportes e Lazer, Amon Nunes, abriram ontem (29), a 26ª edição dos Jogos Escolares de Araripina na quadra do Sesc Ler, com centenas de atletas de 20 escolas da rede municipal, estadual e particular.
Até o dia 03 de junho os atletas vão participar de diversas modalidades esportivas como futsal, handebol, basquete, vôlei, futebol society e de campo nas categorias pré-mirim, mirim, juvenil e infantil. Ao todo mais de 600 alunos e alunas estarão competindo e mostrando seus talentos.
Ontem (29), durante a cerimônia de abertura dos jogos, os atletas das categorias individuais de xadrez, natação e atletismo receberam suas medalhas e garantiram vaga para a etapa regional. Também teve apresentação da quadrilha junina Balanço Junino e a apresentação das delegações das escolas com a presença da Banda Maestro Álvaro Campos.
Para o secretário Amon Nunes, os Jogos Escolares de Araripina fazem parte do calendário esportivo e são fundamentais para o desenvolvimento dos jovens e adolescentes. “A prefeitura está dando apoio total para a realização dos jogos, pois através do esporte revelamos muitos talentos e também mantemos os jovens longe das mazelas sociais”, destacou.
De acordo com o vice-prefeito Bringel Filho, a organização dos jogos reforça o compromisso da Prefeitura de Araripina em apoiar todas as iniciativas que trazem o desenvolvimento para a cidade. “Há muito tempo os jogos escolares não aconteciam e deixavam nossos jovens abandonados. Agora, estamos investindo para que eles possam participar da etapa local e das futuras etapas que virão como os regionais e estaduais”, afirmou.
A solenidade teve a presença do gerente do Sesc Ler de Araripina, Richard Santiago, da secretária de Educação, Possídia Carvalho, dos vereadores João Erlan, Doval Batista e Roseilton Oliveira e de diversos secretários de governo.

Fotos: Bruno Rostand / SECOM
A imagem pode conter: 1 pessoa, multidão e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em péA imagem pode conter: 5 pessoasA imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas em péA imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em péA imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé

SIGA NO www.meuararipe.com

O rateio da propina JBS


As provas apresentadas pelos delatores da JBS resultaram no gráfico da propina acima. O PT é campeão e apresentado em vermelho. Lula e Dilma receberam maior quantia entre os políticos.Toda organização criminosa tem um chefe. Pelo volume recebido e pelos anos de comando na política e na economia, não há dúvidas. As forças encurraladas atuaram em conjunto para o provinciano Joesley, falastrão como muitos outros, se apresentar como chefe da quadrilha. Esqueceram de combinar com os julgadores. Esqueceram de conferir as datas. Primeiro o BNDES fazia a liberação; depois a propina era quantificada e repassada. O chefe era mesmo quem indicava o presidente do BNDES neste caso. O chefe também era quem indicava o diretor da PETROBRAS no outro caso. E os ministros, e os presidentes e diretores de bancos e estatais, nos outros. Lula é o nome dele.

Serraglio: O melhor Ministro da Justiça que o Brasil já teve.

Resultado de imagem
Por motivos opostos  aos que Torquato Jardim será o pior ministro da Justiça que o Brasil já teve, independente de quanto tempo venha a permancer no cargo para o qual foi indicado com a missão de melar a Lava-Jato e proteger corruptos, Osmar Serraglio foi o melhor ministro da justiça que o Brasil já teve.
É fácil concluir: Lula, Aécio, Cunha, Renan e tropa queriam Osmar fora do ministério e o taxavam de fraco. Os mesmos investigados taxam Torquato de forte e o nomearam.
Serraglio foi demitido e criticado porque deixou a Polícia Federal trabalhar e a Lava Jato avançar.   Torquato é elogiado e foi empossado porque se mostra 'forte' para peitar a PF, o MP e Moro, e prometeu defender os acusados.
Serraglio marca mais pontos: Declinou do convite para ser Ministro da "Transparência' e deixa pendurado em Curitiba o agora sem foro privilegiado privilegiado Rocha Loures, o homem da mala de Michel Temer. Osmar Serraglio, um grande brasileiro, que tem pecados como todos nós, mas tem fibra e não pactuou contra o Brasil.
Ele pode está enterrando os planos temerosos com sua recusa.  Na verdade, só completa o serviço, que iniciou quando soube das operações e não deu 'aquela ligadinha' que Aécio tanto queria, permitindo que o senador, seu suplente e o próprio Michel Temer fossem vasculhados pela Polícia Federal.
Avança, Brasil!
Temer está numa encruzilhada. Se convocar outro deputado paranaense da mesma coligação de Serraglio para o homem da mala recuperar o Foro Privilegiado, pode ser afastado cautelarmente por tentativa de obstruir a justiça. Se deixar Rocha Loures sem foro privilegiado, sua família o leva à força para enterrar de vez a República Velha e assim deixar florescer a República de Curitiba.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Renan Calheiros elogiou o novo ministro da justiça. Ninguém acredita mais nele.

Pouca gente no Brasil conhece o senhor Torquato Jardim, novo ministro da Justiça, já acusado de ser nomeado para proteger políticos implicados e abafar a Lava-Jato.
Mesmo sem nuca ter ouvido falar no sujeito antes, perdemos qualquer esperança de ser republicano por um motivo simples: Renan Calheiros gosta dele, defendeu sua nomeação e o elogiou. O Brasil perdeu a fé. Aécio já pedia alguém assim. Renan e Aécio devem  ter trocado calorosos e apertados abraços.

domingo, 28 de maio de 2017

Temer no Nordeste: A força da água somada à força da crise. A seca não tem força.

Michel Temer Chuva
O Sertão nordestino morre à míngua. O gado morre, o mato seca, a plantação nem flora, o açude esturrica, o povo padece. Entra governo, sai governo; entra governo e cai governo. Fica claro que todos querem mesmo é a miséria perpétua para dela tirar proveito. Dois guarda-chuvas para Temer enfrentar a chuva que cai no litoral nordestino, excessivamente em Maceió e Recife. Coisa pontual. Um ponto fora da curva. Que miseráveis são todos esses governos. Mas as imagens de helicóptero sempre dão manchetes. No momento, as viagens também servem para fazer conchavos sob o manto da urgência.
Para resolver o problema de falta de água no Sertão, bastaria doar máquinas perfuratrizes a governos e consórcios municipais. Noutra ponta, doar placas de energia solar para funcionar os poços sem custo de energia para as comunidades. Em dois anos a seca seria sentida apenas nas ondas de calor, mas por falta d'água ninguém sofreria. Em ação mais estruturada, ligaria o Rio Tocantins ao São Francisco, lá pelas bandas da Bahía, e com a transposição, e outros canais, abasteceria as cidades nordestinas.
Poderia viajar à vontade, sem guarda-costas e sem guarda-chuvas. Mas o plano de todo presidente é mesmo dar esmolas e aparecer na capa da Times como 'pai da pobreza'.
Temer poderia surpreender a todos e subtrair a força nefasta de seus inimigos. Numa canetada antes de cair, assinaria decreto de emergência para todo semi-árido, compraria 500 perfuratrizes de longo alcance e faria uma grande festa  de entrega simbólica aos prefeitos e governadores. Também entregaria cheques para aquisição de tubos de revestimento dos poços e muitas bombas.  Pronto! Assim como Lula vai morrer dizendo que foi condenado porque deu comida aos pobres, Temer pode fazer parecido, dizendo que deu a água. A gente finge que acredita que esse foi o motivo.  Uma coisa é certa: A história teria que ser justa com aquele que acabou com o flagelo da seca no Sertão, mesmo dizendo que este foi um governo que saiu por corrupção e por tentativa de obstruir a justiça.

--------------------------------------------------------------------

O QUE DIZEM OS TÉCNICOS SOBRE A TRANSPOSIÇÃO TOCANTINS-SÃO FRANCISCO
Interligação do rio Tocantins com o rio São Francisco via LAGOA DE VAREDÃO,nos limites dos Estados da Bahia e Tocantins, em área de terreno altamente poroso formado de calcário, onde dutos subterrâneos interligam à referida lagoa recebendo águas da bacia do Tocantins (rios Sono e Novo), lançando-as nos rios Sapão, Preto e Grande, da bacia do São Francisco .

O Engº GILVANDRO SIMAS PEREIRA destaca o seguinte:

No divisor d'água São Francisco - Tocantins há várias nascentes do seu subsolo, o que evidencia claramente a continuidade do grande lençol d'água subterrânea;
A infiltração das águas dão origem à formação e também a interligação de imensos rios na região, como os rios Sono, Preto, Grande etc.
Aqui é comum a presença de grandes alagadiços, sempre em baixadas, é aí, nestes grandes pântanos ou brejos, que a água começa a correr até formar grandes "canyons" onde estão localizadas as principais lagoas desta região;
É interessante destacar que nas depressões onde se assentam alguns lagos, comoVaredão, a força com que a água é expelida é tão grande, que ninguém conseguiu até hoje alcançar o fundo da lagoa, pois a pressão da água que flui é tão forte, que empurra qualquer corpo para cima;
Na região há inúmeras ligações subterrâneas. Um braço dos rios Sapão, Preto, Grande (São Francisco) se interliga subterraneamente com a bacia dos rios Sono, Novo (Tocantins).
Na região do divisor d'água Tocantins – São Francisco, 652 m de altitude na sua porção oriental, há uma tendência geral dos subafluentes do primeiro (Tocantins), a serem capturados pelos afluentes do segundo (São Francisco). Aí a erosão regressiva ou lateralconstatada no sistema Tocantins tende a levar a captura de águas dos subafluentes desta bacia semi - amazônica, invertendo portanto seu curso (para a bacia do São Francisco) que tinha outro destino. Existe aí uma desordem aparente dos fenômenos hidrográficos que lembra os elementos contraditórios da Psicologia individual; no entanto, a região encontra-se sujeita a leis hidrográficas e isostáticas já conhecidas pela ciência em seus dispositivos gerais.


Retornamos àquela região, em setembro de 1998, e tivemos a oportunidade de constatar a vazão do rio Tocantins, via subafluente Sono e afluente Novo, através da lagoa de Varedão, os quais deságuam para o São Francisco, com um débito de aproximadamente 89 a 110 m3/s. Como vemos, a bacia do São Francisco se interliga com o Tocantins, por intermédio da lagoa de Varedão via subafluente Sapão, afluente do rio Preto e tributário do rio Grande. O Atlas do Barão Homem de Mello (1885) é o único mapa que conseguimos com a localização da lagoa de Varedão.


sábado, 27 de maio de 2017

O secretário forte de Raimundo Pimentel

Resultado de imagem para secretário de saúde de Araripina ãlvaro salvadorResultado de imagem para POSSÍDIA CARVALHO
Saúde e educação, com orçamento e contingentes: Álvaro e Possídia

Um governo forte tem vários secretários fortes. Um governo fraco tem vários secretários fracos. Não é regra, mas as estatísticas sempre apontam nessa direção.
Via de regra, os secretários de saúde e educação são os que partem na frente, pela montanha de recursos que administram e pelo contingente em sua volta. Ainda é cedo para saber se na atual gestão de Araripina isto ocorrerá. A secretária de educação Possídia Carvalho é do ramo, ajustada, adequada aos requisitos exigidos pelo prefeito Raimundo Pimentel. O secretário de Saúde Álvaro Salvador também é do ramo, ajustado, adequado aos requisitos exigidos pelo prefeito.

Obras, com maquinas à disposição: Humberto

Um município essencialmente rural como é Araripina, dá ao secretário de Agricultura a oportunidade de se destacar. O secretário de agricultura também é do ramo, foi presidente do sindicato dos trabalhadores rurais, conhece a demanda, é ajustado, adequado aos requisitos exigidos pelo prefeito. O secretário de Cultura é Luís Henrique, jovem, do ramo, inserido no meio artístico e cultural. Também adequado aos requisitos exigidos pelo prefeito.

Agricultura, com toda zona rural para alavancar: Ibiapino


 Ficamos por aí por serem as novidades no mundo da gestão pública municipal ocupando pastas com poder de influenciar as massar e conquistar as pessoas. O outro com poder e estrutura é Humberto Belmiro, de Obras e Infraestrutura. Não é muito conhecido ainda e seu trabalho está sempre associado à imagem do prefeito ou dos vereadores e líderes comunitários, que aparecem à frente nas imagens de máquinas ou homens trabalhando. Mas é justamente ele que vem aparecendo muito até aqui. É sinal de alguma coisa. No mínimo, de que o prefeito está querendo volume, velocidade e barulho.


A lista de secretários é qualificada, a ponto de gerar muitas expectativas. As pastas apresentam estrada larga na atual crise. Mas, como estamos no São João, quem agora vai brilhar é Luis Henrique, o secretário de cultura, homem das festas.
Resultado de imagem para luiz henrique coelho araripina
Cultura, com os palcos e atrações: Luis Henrique

Há muita gente capaz e experiente na lista abaixo. Muitos já acostumados ao estalo da largada. Muitos já determinados a 'correr maratonas'.
O secretário forte de Raimundo Pimentel só vai se revelar em no mínimo mais um ano. É difícil saber qual ou quais o prefeito vai soltar o cabresto e dar corda. Isso revela, em muitos casos,  o futuro mais distante de um grupo político.

LISTA DOS SECRETÁRIOS
Possídia Carvalho – Secretária de Educação
Amon Nunes – Secretário de Esportes
Luiz Henrique Coelho – Secretário de Cultura, Juventude e Turismo
Álvaro Salvador – Secretário de Saúde
Humberto Filho – Secretário de Meio Ambiente
Sinval Ferreira – Secretário de Finanças
Edson Jacó – Chefe de Gabinete
Priscila Bandeira – Procuradora Geral do Município
Manoel Misterlan – Secretário de Planejamento e Gestão
Hermes Alves – Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia
Suzilene Alves – Secretária de Ação Social
Humberto Belmiro – Secretário de Obras e Infraestrutura
Antônio Ibiapino – Secretário de Agricultura
Maria Ramos Muniz – Diretora-Presidente da Autarquia Educacional do Araripe

Gilmar Mendes, o ministro de Aécio



O presidente do TSE, Gilmar Mendes,  é muito estranho. Assim como seu amigo Aécio, fala coisas conturbadas. Assim como Aécio, tem gestos e expressão facial que induz aos mais diversos tipos de interpretação. É muito agoniado para o cargo que exerce. Caiu nos grampos. Há relatos na imprensa de que as buscas nos apartamentos de Aécio tinha ele também com alvo. Resta saber o que foi encontrado.
É importante saber que do que esse Supremo pensa e quer dependerá o destino do Brasil. O caso da chapa Dilma-Temer é com ele. O Brasil não tem muita sorte. Quem elegeu Dilma nos deu ela e nos deu Temer. Quem votou em Aécio nos daria ele mesmo. Erramos todos. Não é alento tr errado só no segundo turno. Quem votou em Marina também votou na Odebrecht.

Aécio entrega o jogo em bronca que deu em Perrella por declaração



O Senador Aécio Neves é caso perdido para seus advogados. A cada gravação, um trem de confirmação.
No áudio acima, ele confessa que se elegeu com dinheiro de corrupção, ao dá bronca no aliado que elegeu com o mesmo tipo de dinheiro sujo que usou para chegar lá. É um descontrolado, além do que se declara em áudio. Há, contudo, uma informação complicada no grampo: "A maneira de rebater a conversa do helicóptero". Tempos atrás, um helicóptero de uma empresa de Perrela foi apreendido com quase 500 kg de pasta de cocaína.

Prefeitos discutem problemas e ações para o Araripe via CISAPE.

Aconteceu nessa manhã desta sexta-feira (26) uma nova reunião no Consórcio Intermunicipal do Sertão do Araripe de Pernambuco – CISAPE, articulada pelo prefeito e presidente Dr Everton Costa, junto dos demais prefeitos da região, fortalecendo melhorias para as cidades do Araripe.

Atendendo o convite do CISAPE o capitão Gilson Cantidiano, comandante do 7°BPM de Ouricuri, apresentou aos executivos um plano de trabalho da Polícia Militar na região, com a quantidade de viaturas e de policiais que atuam em cada cidade. O comandante ouviu dos prefeitos os principais problemas da segurança pública dos municípios com a finalidade de melhorar esse serviço e amenizar a violência na região.

Cantidiano frisou ainda a importância da nova Companhia de Polícia que será implantada na cidade de Araripina e que dará reforço a outras cidades araripeanas, ao exemplo de Ipubi e Trindade, desafogando o comando de Ouricuri, fortalecendo, portanto, mais reforço e apoios à população.
De acordo com Dr Everton, foi discutido ainda pautas como, Junta Médica, fortalecimento da distribuição d’Água por carros pipas que estão sobre a responsabilidade do exército brasileiro e a celeridade com o Centro de Hemodiálise. Segundo ele e os prefeitos, existe uma preocupação com as despesas, refletindo dificuldades e que será requerido do Governo do Estado agilidade na abertura do centro para os pacientes da região.
Felipe César Freire, Diretor Administrativo do Hospital Regional Fernando Bezerra, foi o segundo convidado recebido pelos prefeitos para discutir a relação de cada município com o Hospital Regional Fernando Bezerra.

O engenheiro civil Pedro Paulo, foi o terceiro convidado da assembleia, aonde esclareceu projetos e planejamentos para os municípios.

Na reunião, estiveram presentes os prefeitos Dr Everton Costa de Trindade, Chico Siqueira (Ipubi), Cleomatson (Santa Filomena), Ricardo Ramos (Ouricuri), João Bosco ( Granito) Raimundinho Saraiva (Exú), João Angelim ( Moreilândia), Tacio Pontes (Parnamirim).


Da Assessoria

Política local em ponto de ebulição

A política local está com a tampa da panela em constante processo de estufamento. Imagine uma panela de pressão cozinhando mocotó em fogão à lenha com angico queimando e o suspiro a mil. É assim que está. Quem está colocando tanta lenha é a incógnita. Se sabe o que faz e o que quer, mais incógnita ainda. Como chegarão a 2018, eis a questão. O fato é que a fogueira de São João ainda nem foi acesa de verdade. Imaginem aí uma mistura de insensatez, falta de noção,  vaidade desmedida e não sentida, fogo, bomba e álcool à disposição dos mais eufóricos de pouco traquejo e pouco a zelar.


Malufou

Marco Aurélio foi o único ministro do STF que votou a favor de Paulo Maluf na decisão tomada de condená-lo esta semana. Mas ele se explicou: "Não malufei'. Claro! Paulo Maluf já tem 85 anos e não ameaça mais ninguém caso ainda chegasse à presidência da República, como na eleição indireta que elegeu Tancredo e Sarney. Hoje, a duras penas, sabemos que teria sido muito melhor para o Brasil um Maluf em vez de um Sarney. As obras teriam acontecido e a propina seria bem menor e não sistêmica. Deu no que deu eleger o avô de Aécio com Sarney na vice. Como as caras enganam.

Petistas preferem FHC em substituição a Temer

Há relatos na imprensa de que FHC e Lula estejam articulando sucessão a Temer, mas não conversando diretamente
A velha briga Lula x FHC, nunca entendida pela militância dos dois partidos, sobretudo fora do ABC paulista, onde todos sabem que a 'briga' é de 'irmãos' e para inglês ver, tende a ter uma trégua. FHC é o candidato preferido por Lula, Dilma, Temer e Aécio. Resta saber se os que ainda dependem das urnas para renovar seus mandatos vão combinar com esse acordão de salvar todos. PT, PC do B e PSOL precisam dar o voto e o beiço para que isto se confirme.
O plano dessa turma em ruínas é eleger FHC para presidente, Eunilson Oliveira de vice e, para o lugar de Eunilson na presidência do Senado, alguém que tenha coragem de enfrentar os delegados da polícia federal, os promotores da Lava-Jato e o juiz Sérgio Moro.
Ou seja: Não há como o Brasil não ser passado a limpo. Dando certo essa equação, os petistas se revelam eleitores de FHC. Não dando certo, a Lava-Jato avança.
O fato é que o velho não quer mesmo deixar o novo surgir no Brasil. O próprio FHC disse recentemente que 'O velho já morreu mas o novo ainda não pode assumir'. Sua ambição e vaidades desmedidas podem enterrar seu resto de legado. A outra parte o próprio Lula se encarregou de sepultar em 13 anos.


Mas é exatamente isto o que querem muitos que se alimentam da discórdia. FHC de volta ao poder é combustível para 'líderes' que se absterão de votar sem nada interferir no resultado, para em seguida mudar de partido e voltar a velha carga contra a política 'tradicional'. Projetos não tendo, combustível não faltando. O Brasil não sairá das cordas caso isto se confirme. Essas raposas não desistem do galinheiro.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Lagoa do Barro abre a festa junina de Araripina

A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo
Os festejos juninos em Araripina tiveram início com a apresentação de quadrilhas em seus bairros e segue firme com o Beco do Forró. Contudo, a festa que junta muita gente em torno do palco terá início pelo Distrito de Lagoa do Barro, lugar que tem como padroeiro justamente o santo que dá nome à festa e por onde tudo começou com algo além da fogueira em homenagem a São João aqui em Araripina. O quinto distrito realiza eventos juninos populares desde a década de 60, para onde se dirigia número significativo de festeiros.
Na noite de ontem, 25, a programação foi anunciada oficialmente pelo prefeito Raimundo Pimentel e pelo presidente da câmara municipal, que é vereador pelo distrito, Evilásio Matheus. A solenidade contou com várias autoridades do município, lideranças locais e populares. Na oportunidade, o gestor anunciou a retomada de obras paralisadas, quantificando em 700 mil o montante a ser investido.



Boa notícia: Laboratório Aché abrirá fábrica em Pernambuco


A imagem pode conter: 3 pessoas, terno e área interna

O governador Paulo Câmara e o vice Raul Henry assinaram, hoje (26) à tarde, o contrato de venda do terreno onde será instalada a unidade do Aché Laboratórios Farmacêuticos. A empresa vai operar em uma área do Complexo Industrial Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, e as obras de terraplanagem começam ainda este ano. Trata-se de um dos maiores investimentos privados já realizados no Estado, com aplicação de R$ 500 milhões na construção de uma fábrica de medicamentos e um centro de distribuição.

Ex-governadores de Pernambuco assinam manifesto em apoio às investigações

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Os ex-governadores de Pernambuco assinaram manifesto em defesa da Operação Lava-Jato e da  Constituição. O documento é subscrito por seis ex-governadores: Gustavo Krause (DEM), Jarbas Vasconcelos (PMDB), Joaquim Francisco (PSDB), João Lira Neto (PSDB), Mendonça Filho (DEM) e Roberto Magalhães (DEM). Eis o conteúdo:

AOS BRASILEIROS
Pernambuco deu, ao longo de sua história, notáveis exemplos de compromissos com as lutas pela liberdade, pela democracia e pelo respeito aos direitos humanos.
Desde a Revolução Pernambucana de 1817, a Confederação do Equador de 1824 e a Revolução Praieira de 1848 que estamos na vanguarda das melhores causas nacionais.
Nós, ex-governadores de Pernambuco, firmamos posição – neste momento de grave crise política, ética e econômica – em defesa dos princípios democráticos e do mais absoluto respeito à Constituição em vigor, fruto da luta de milhões de brasileiros.
Defendemos irrestrito apoio as ações desenvolvidas pelo Ministério Público e o Poder Judiciário no sentido que seja aplicado o rigor da punição a corruptos e corruptores. As investigações de desvios de recursos públicos devem ser levadas às últimas consequências.
Só uma ação integrada e harmônica entre os três poderes constituídos garantirá uma solução para o impasse político que o País enfrenta neste grave momento da nacionalidade.
A Nação clama por respeito à Constituição, aos princípios democráticos, punição aos corruptos e corruptores, como premissa básica para estabilidade da economia e retomada da geração de empregos.
Gustavo Krause
Jarbas Vasconcelos
João Lyra Neto
Joaquim Francisco
Mendonça Filho
Roberto Magalhães


Aécio registrava caixa 2 de forma direta: 'cx2'

Resultado de imagem
O senador Aécio Neves não era muito preocupado com o que fazia. Estava acostumado e confiava no cerco que protege Lula. Em um de seus aparteamentos a Polícia Federal encontrou papéis em saco plástico transparente, dentre eles um azul contendo senhas. Também encontrou comprovantes de depósito, anotações manuscritas, inclusive 'cx2'. Um aparelho bloqueador de sinal telefônico, celular e um pen drive foram apreendidos na mesma operação.
Pelo visto, o tucano tinha bico grande e  cérebro de minhoca.

Fim dos partidos e Supremo ampliado

Resultado de imagem para ministros do supremo
SUPREMOS: A imagem é horrível e assustadora

O Brasil não aguenta mais os partidos e também não aguenta mais o Supremo da forma como ele é, indicado por políticos sobretudo. Os políticos acabaram os partidos, enterraram suas histórias e fizeram o mesmo com o Supremo. As gravações reveladas e as ainda não reveladas provam isso. 
O justo seria acabar com os partidos para que os partidos não sepultem os políticos que ainda servem ao bem comum. Por outro lado, o Supremo deveria receber um adicional de ministros eleitos por advogados, juízes e promotores, até que os atuais se aposentassem e com o passar do tempo voltasse a  Suprema Corte a ser de apenas 11 membros. Os novos ministros seriam os responsáveis pelo julgamento dos processos da Lava-Jato e de outros casos de investigação da corrupção em andamento. Os atuais são todos suspeitos, à medida que foram indicados, todos eles, por presidentes denunciados ou acusados. Todos eles, desde aqueles indicados por Fernando Collor e a ele ligados por laços de sangue.

Parceria vem do longe. Estragos também.
A imagem pode conter: 2 pessoas, texto
Não tem como confiar. Seria muita ingenuidade. Seria querer muito de quem nada pode fazer ou oferecer no que realmente importa no momento. Essa é a 'anistia' que interessa e sara o Brasil.
As mudanças reais são essas. Por enquanto, eleição sem partido. Por enquanto, metade dos Ministros sem padrinho condenado ou denunciado - total de 22. Fim do foro privilegiado. Força e prestígio aos juízes de primeiro grau e Tribunais de Justiça nos estados, que estão mais perto da realidade e do calor do povo também.


O supremo do PT vai se aliar ao Supremo do PSDB para impedir prisão de políticos.

A decisão tomada no STF segundo a qual os condenados em segunda instância começam a pagar pena na prisão deverá ser revista no mesmo STF. Tudo porque as bandas podres  dos dois partidos se uniram. Como não barram a Lava-Jato, vão liberar geral. Ou seja: Gilmar Mendes se juntará a Dias Tofoli para patrocinarem a mudança da mudança. Com esta decisão, Lula será condenado mas não será preso. Aécio será condenado mas não será preso. Temer poderá um dia ser condenado mas não será preso. E assim segue: Renan, Cunha, Palocci (....) Agora, nem reação na imprensa haverá. O ministro Fachin, o lulista, já expôs  um jornalista inconveniente e amedrontou o resto. Também mandou grampear Aécio e Temer e sustentou o Planalto e a oposição a um só tempo. Foi uma jogada alta do gênio do mal.
Vamos lutar para baixar os impostos e tirar as empresas da influência dessa turma. Vamos lutar também para acabar com a indicação política dos Ministros do Supremo, transferindo essa responsabilidade aos advogados, juízes e promotores do País inteiro. Será mais fácil impedir que o queijo vá ao rato. Prender rato vai ser difícil com ministros indicados por eles.
Em tempo: Há gente ruim e gente boa em todos os partidos. Inclusive no PT. O bom seria que os atuais partidos fossem extintos pelo assalto que praticaram e que os políticos ficassem livres para se associar da forma que entenderem mais adequada, ao lado de quem julgar semelhante na forma de agir de de pensar.
O eleitor julgaria. Julgar por partido ficou difícil para o eleitor e injusto para os que ainda servem à causa comum.

Redução de imposto, pois o brasileiro ainda não acordou mas já esfrega o rosto.

+ Em vez de mandar dinheiro da EDUCAÇÃO para os governos, manda para a escola escolhida pelos alunos

+ Em vez de mandar dinheiro da SAÚDE para governos, manda para a conta do trabalhador, e ele escolhe sem médico. Tudo na mesma proporção do que é gasto atualmente.
TUDO PAGO NO CARTÃO, PARA EVITAR ASSALTO E CONFUSÃO 
-----------------------------------------------------
O primeiro reflexo é que acaba a roubalheira. O segundo reflexo é que melhora a qualidade do serviço prestado. O terceiro reflexo é que acaba a greve sem fim, pois o cidadão consumidor deixa de ser devedor de favor. O Brasil não muda se o brasileiro não mudar e passar a  exigir, em vez de quebrar. Quem depreda é bandido a serviço de outro ou de outros bandidos que espalham fumaça para esconder o real problema.
----------------------------------------------------
SEM EMPRESAS PARA SAQUEAR, SEQUER OS LADRÕES DISPUTARIAM ELEIÇÃO

Quem impede o Brasil de crescer é o imposto. A carga tributária é uma pedra de mármore sobre empresas e sobre trabalhadores. Mesmo para quem não é especialista, é fácil raciocinar.
Uma hipotética empresa com dez funcionários e faturamento de 200 mil/mês, paga em média 80 mil Reais de impostos,  tributos, taxas e o que mais aparece pela frente. Até imposto sindical, do trabalhador e o patronal. Precisaria apenas um pacto. O governo aliviaria em 20 mil essa carga de impostos e a emprega pagaria 2 mil reais a mais a cada trabalhador. De repente, o salário do trabalhador passaria de 1 mil para 3 mil, ou seja, o triplo. Como o trabalhador consome só o básico atualmente, ou nem isso, muito rapidamente a economia teria um superaquecimento, com a comercialização de produtos de maior valor agregado.
Resultado de imagem para bandeira brasil
MAS O SALÁRIO MÍNIMO É A CAUSA DO ATRASO MÁXIMO. O governo segura o salário mínimo porque a previdência paga aposentadorias atreladas ao salário mínimo. Sobretudo paga benefícios sem que tenha havido lastro para tal. Ou seja: Pelo fato de o governo não conseguir pagar os benefícios sociais, os trabalhadores em geral não podem ter seus salários aumentados, uma vez que tudo no Brasil é burramente indexado. É hora de pensar grande. Numa ponta, a mais dramática para a previdência, os aumentos seriam dados com base na inflação. Na outra ponta, a de quem está na ativa movimentando os negócios, trabalhando e consumindo, o aumento seria dado com base no pacto de redução de impostos.
Este seria apenas o começo de uma mudança radical. As seguintes seriam na educação e na saúde.
Se o governo estima que gasta com o SUS 2 mil Reais por pessoa/ano, deixa de passar para os governos e passa direto ao cidadão, seja no seu cartão de aposentado, seja no salário do empregado, cujo valor seria abatido nos impostos. E cada cidadão escolhe o seu médico preferido. Somente casos graves de doenças, como câncer e outras enfermidades crônicas seriam tratadas no modo convencional, sem custo algum, por hospitais conveniados.  Por outro lado, se o governo estima que gasta com aluno 2 mil reais por ano, passa esse valor para a escola escolhida pelos pais para que seus filhos estudem. Nada de passar pela 'casa do assalto'.  Com uma só medida, o governo acabaria com a corrupção e movimentaria a nossa economia.
Nada é diferente disso na Europa. Nada é diferente disso nos Estados Unidos e nos demais países civilizados e ricos. O país só é rico se o seu povo conseguir ganhar para se sustentar. Quem defende esmola oficial é político que quer roubar e escravizar. Deveria ser preso. Muitos estão sendo presos porque roubaram. Melhor seria que fossem presos por estarem prejudicando e penalizando as pessoas com políticas compensatórias, em vez de diminuir os impostos e aumentar os salários.

É infantilidade achar que a Justiça e a Polícia vão conseguir impedir que os gatos lambam a manteiga que passa sobre  seus narizes e os ratos de comerem  o queijo enviado a seus ninhos. O Brasil surgiu de forma errada, povoado por portugueses de má índole, por índios preguiçosos  que foram corrompidos, e por escravos de boa índole que atravessaram o mar para trabalhar forçadamente, quando preferiam viver vaga e sumariamente em suas tribos. Então, a saída não é vigiar os gatos e ratos que se elegem, e sim, entregar o dinheiro diretamente ao povo, em forma de crédito e ser consumido em fornecedores de educação e saúde devidamente cadastrados e fiscalizados. Desta forma, acabaremos as injustiças e os justiceiros; acabaremos a pobreza e os espertalhões que se elegem prometendo esmolas.

Feita essa primeira e urgente reforma, passaria o governo a vender as grandes empresas que dão origem à corrupção. Vendendo Petrobras, Eletrobras, Furnas e tudo o mais, arrecadando certa de 1 Trilhão de Reais, passaríamos a resolver todos os problemas de infraestura do País e seria resolvido o pior, que é a CORRUPÇÃO. Sem empresas para saquear, sequer os ladrões disputariam eleição.


quinta-feira, 25 de maio de 2017

No limite


A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Por Terezinha Nunes
Após o Brasil atravessar seguidos períodos de tensão pela sucessão de crises que deixam a todos atordoados, nos últimos dias, à medida em que se aproxima o desfecho que seria a saída do presidente Michel Temer e a eleição de um novo presidente, é clara a percepção de que estamos no limite.
O que aconteceu em Brasília esta quarta-feira é a maior prova disso. Baderneiros invadiram a Esplanada dos Ministérios – a base das instituições republicanas – dispostos a quebrar tudo aos gritos de “Fora Temer”.
Nesses momentos, juristas, pessoas de responsabilidade política e todos que enxergam um palmo à frente do nariz, sabem que a única saída para evitar o imponderável, que seria um golpe de estado ou a anarquia estabelecida, é se apegar à Constituição.
Até o momento isto tem acontecido e tem o apoio da maioria do povo brasileiro. No Congresso, políticos responsáveis têm conseguido fazer caminhar o país, apesar da histeria de deputados de oposição que parece desejarem mais tocar fogo no circo do que ver o Brasil caminhar para frente.
Quanto ao presidente Temer, que perde cada dia mais sustentação, mas é o governo que temos, ele ganhou o apoio da maioria, que já não o ama ou nunca o amou, no momento em que chamou a Força Nacional de Segurança para botar ordem na Capital Federal.
Ninguém quer um golpe militar, nem mesmo os militares, mas as Forças Nacionais são um instrumento de que dispõe o regime democrático para utilização em momentos oportunos.
Foi o que aconteceu em Brasília. As imagens mostradas pelas câmaras de TV naquele momento da invasão eram de horror. Policiais eram afastados por manifestantes com o uso de bandeiras, enquanto um carro-de-som invadia a área onde estava proibido circular, funcionários públicos entravam em pânico no momento em que o Ministério da Agricultura tinha um auditório ardendo em chamas e, no Congresso, deputados oposicionistas tomavam o plenário da Câmara enfurecidos e dispostos a tudo.
Serenados os ânimos cabe ao presidente mandar as Forças Armadas de volta à caserna e preparar melhor a Polícia de Brasília para uma nova necessidade.
A noite chegou com o país ainda perplexo, mas aliviado por ver que a ordem, finalmente, estava posta.
Resta às pessoas de bem desse país se unirem ao clamor nacional pelo respeito à Constituição. E o que diz a Constituição? Que se o presidente renunciar ou for afastado escolhe-se o seu substituto em 30 dias por eleição indireta.
Passar disso, querer impor no grito o desrespeito às leis, é jogar no imponderável, atirar o país na lama e, aí sim, será possível um endurecimento seja de que espécie for.
Foi fundamental o Brasil vencer o período autoritário e viver numa democracia. Nossas instituições são sólidas e assim devem permanecer doa em quem doer. Os excessos precisam ser corrigidos dentro da legalidade, como ocorre em todos os países civilizados.

Se o presidente não deseja renunciar que tenhamos a calma e a tranquilidade de aguardar o desfecho que se aproxima e nos fará, se Deus quiser, sair mais fortes para construir um país melhor para todos.

Terezinha Nunes é formada em jornalismo. Exerce seu segundo mandato de deputada estadual por Pernambuco, onde foi secretária das Cidades e também de Imprensa.

Briga boa por paternidade de asfalto em Araripina

Resultado de imagem para asfalto novo em araripina

Araripina vive um momento pouco comum. Começou uma briga boa por paternidade de obras. A última e mais estranha foi pelo serviço de recapeamento asfáltico dos trechos ligando o centro ao Alto da Boa Vista. O prefeito Raimundo Pimentel postou imagens, inclusive um vídeo informando o início das obras, e que 'é só o começo'. Já no dia seguinte, a deputada Roberta Arraes revidou, postando um vídeo captado no seu gabinete mudando o 'registro de nascimento' da obra. Atribuiu ao governador Paulo Câmara, informando ser verba do FEM.
Raimundo Pimentel não perdeu a oportunidade para 'cortar outra tira de couro do espinhaço' do ex-prefeito e desafeto, Alexandre Arraes. Em mensagem a um blog da capital, disse o seguinte: "Que em menos de cinco meses conseguiu prestar contas que o antecessor não conseguiu, relativas aos recursos de 2014 (...) e que também conseguiu convencer a empresa contratada para realizar os serviços, já que a gestão anterior não gozava  de credibilidade junto à empresa vencedora da licitação'.
Que a guerra continue sendo para decidir o pai da obra feita e nunca da obra que nunca sai.


SIGA NO www.meuararipe.com

RX do quadro político regional, com vistas a 2018.

O Meu Araripe sentiu que o quadro político na região Araripe está se transformando com muita velocidade. No entanto, os atores locais evitam falar. O que escutamos vem de cima. É provável que muita gente passe a ter as mesmas surpresas que o editor teve, caso se confirmem uma determinada tendência perceptível apenas pelo buraco das fechaduras. Política é como nuvem mesmo. Os carneirinhos mudam para dragão em questão de minutos.


SIGA NO www.meuararipe.com

Novas Lava-Jatos ainda maiores estão por vir

O procurador Hélio Telho defendeu o instrumento da delação premiada e assegurou que a partir de agora, com o apoio da opinião pública e as revelações estarrecedoras, os acordos de colaboração vão se espalhar e operações novas virão, muito maiores que a Lava-Jato. Na verdade, a Lava-Jato só ganha tanto destaque e sofre ataques tão frequentes e insanos por conta de acertar o corrupto com maior torcida e seus seguidores. Fosse um Sarney ou um Renan, a torcida seria geral.


SIGA NO www.meuararipe.com

No resto do mundo seria terrorismo. No Brasil é ação revolucionária.

A imagem pode conter: pessoas em pé, céu e atividades ao ar livre
A imprensa Fake News continua tratando tudo com naturalidade. Está também acuada e querendo espalhar fumaça da despistar os tolos, depois que caiu um de seus ícones, o badalado Reinaldo Azevedo, apanhado nas gravações da Lava-Jato apoiando golpes contra o judiciário. Isso tem nome: Terrorismo. 

Quem paga a conta é o cidadão que trabalha e tem descontado no contra-cheque ou nas guias de recolhimento o imposto salgado e sagrado. Alegam os vândalos e seus incentivadores que esse é um bem público e se é público pode ser destruído. Não importa se foi construído com sacrifício, e que é oba do maior arquiteto da história do País.
Já o carro abaixo, também depredado, não é de Temer nem de Lula, nem de Dilma ou Renan Calheiros. É de um trabalhador, bastando ver o modelo e zelo do dono.
Na Europa, seria ato de terrorismo. No Brasil, é livre exercício da cidadania. "Ação revolucionária' de esquerda. O que esse pessoal quer é o direito de rasgar a constituição e votar antecipadamente nos mesmos bandidos que acabaram de saquear e quebrar o Brasil.
O Brasil já passou por isso ao não permitir que João Goulart assumisse na condição de vice e concluísse o mandato delegado pelo povo ao renunciante Jânio Quadros. Por trás do agitador que ateia fogo no patrimônio público, há sempre os chefes maiores, inclusive políticos e empresários contrariados pelas investigações que financiam centenas de ônibus para transportar, para lá e para cá, os arruaceiros profissionais. Há também uma minoria que vive no privilégio ora ameaçado que também recruta os descontrolados de sempre para agir em nome da 'ação revolucionária'. E há os sãos de mente e corpo, que agem apenas por acharem que estão do lado certo, na hora certa e com a arma certa.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, carro e atividades ao ar livre
Especialistas da área de medicina psiquiátrica precisam ser escalados com mais frequência para explicar as condutas humanas. Sobretudo tentar informar se há diferença substancial entre alguém que destrói e mata em nome de Alá e os que fazem a mesma coisa em nome de Lulalá ou de qualquer outro que se apresente como sujeito messiânico.


Eles teimam em não deixar o País em paz


BRASÍLIA, DF, BRASIL, 16-05-2012, 12h00: Presidente do STF, ministro Ayres Britto, presidente da Camara, Marco Maia, presidente do Senado, e ex-presidente Jose Sarney, ex-presidente Lula, presidente Dilma Rousseff, vice-presidente Michel Temer, ex-presidente FHC, ministro do STJ, Gilson Dipp e o ex-presidente e senador Fernando Collor, o membroda Comissao Jose Carlos Dias falando participam no palácio do Planalto, da cerimonia de Instalacao da Comissao Nacional da Verdade. (Foto: Lula Marques/Folhapress, PODER)
Sarney, Lula, Dilma, Temer, Collor e FHC, sócios em tudo, ainda não entenderam que é hora de deixar o Brasil respirar. Continuam tramando para influenciar na escolha de um provável sucessor de Michel Temer. A culpa é também das militâncias, de um lado e de outro, que ainda colocam no centro dos debates esses estátuas, monumentos ao atraso, para andar. É hora de fazer um funeral político coletivo dessa turma de ex-presidentes vivos. O Brasil precisa cultivar uma roça de erva-cidreira com a finalidade de oferecer apenas um chá semanal aos cinco. Já é muito.
Não é verdade que o novo sempre vem. Essa velha guarda vem retardando o avanço do novo no Brasil a mais de meio século. Pior: ensinaram brasileiros de boa índole a mentir, roubar e dissimular. Agora, por último, estão ensinando a desafiar a polícia e a justiça. São um péssimo exemplo. É urgente que se recolham.

SIGA NO www.meuararipe.com

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Palocci, o terremoto.

Antônio Palocci, o ex-ministro da Fazenda e home forte de Lula, prepara sua lista de acusações para a delação premiada que fará no âmbito da Lava-Jato. Terá que falar muito do que fez e do viu os parceiros fazerem no seu reinado ao lado do chefe Lula. Do contrário, sua delação não será aprovada. A J&F chegou na frente e tirou grande parte de sua importância como delator.

SIGA NO www.meuararipe.com

RODRIGO MAIA, O PRÓXIMO PRESIDENTE - Caso não haja golpe militar.

Resultado de imagem para rodrigo maia
O Meu Araripe ouviu várias fontes de Recife e Brasília. O dia hoje foi para ouvir. Conclusão: A câmara dos deputados indicará o próximo presidente do Brasil, na eventual e sempre mais próxima queda de Michel Temer. O senado não tem chance com o nome do PSDB, o cearense Tasso Jereissati, mas é a segunda alternativa, caso Maia encontre uma pedra no meio do caminho. O candidato da justiça também tem pouquíssima chance, nem mesmo com Carmem Lúcia. Lula quer que o eleito pela via indireta seja o homem dos negócios com os caças franceses, o ex-ministro Nelson Jobim. Este nome também agrada FHC, um dos líderes desse consórcio PT/PSDB. FHC quer antes de tudo FHC. A maioria da câmara cansou dessa falsa polaridade. Tudo se encaminha para 30 dias de interinidade e um resto de mandato de Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara dos Deputados e da escola Macielista.
A área econômica seria mantida sob comando de Henrique Meireles.

Brasília em chamas. Políticos flagrados no crime torcem e inflamam, tentando provocar nova ditadura, sonhando com o exílio.


Em virtude do caos instalado em Brasília, o presidente Temer convocou o exército, ativando um instrumento clássico das ditaduras. Vermelho e azul, bem representativo dos dois lados atingidos pelas investigações, predominam nas ruas. Os políticos mais enrolados agora torcem por uma ditadura. É a saída ideal para quem enfrenta denúncias graves de corrupção. Geralmente, as ditaduras 'expulsam' do País os 'baderneiros'. Tempos depois, o congresso aprova anistia e estes voltam aposentados. Foi o erro da ditadura iniciada em 1964, que prendeu, soltou ou exilou e depois aposentou grande parte dos mesmos sujeitos que voltaram a delinquir e hoje desestabilizam o Brasil, após saquear e quebrar aquela que era a sexta economia do planeta.
No atual momento, quase todos os lados complicados na justiça querem estado de exceção, exílio e fim das investigações da Lava Jato. Até parte da imprensa nacional, também temerosa.




DECRETO DE 24 DE MAIO DE 2017
Autoriza o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal.
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, caput, incisos IV e XIII, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 15 da Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 1999,
D E C R E T A :
*Art. 1º Fica autorizado o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal,* no período de 24 a 31 de maio de 2017. Parágrafo único. A área de atuação para o emprego a que se refere o caput será definida pelo Ministério da Defesa.
Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 24 de maio de 2017; 196º da Independência e 129º da República.
MICHEL TEMER
Raul Jungmann

Sergio Westphalen Etchegoyen
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Resultado de imagem para brasília estado de sítio
As imagens de Brasília no dia de hoje tendem a ser a imagem da maioria das capitais em poucos dias. O decreto acima ganhará abrangência nacional. As forças políticas que provocaram a bancarrota do Brasil vão se unir nas provocações e, não havendo moderação por parte dos que torcem pelas investigações e manutenção dos pilares da democracia, tudo resultará numa ditadura. Façam suas escolhas.
Enquanto  podemos, vamos postando à vontade, sem saber se será ainda um direito ou se logo ali teremos um longo período de censura.


terça-feira, 23 de maio de 2017

J&F na mira de todos os órgãos da Fazenda Federal

Henrique Meireles, pelo visto, perdeu a amizade e admiração pelos irmãos Batista, da Friboi.  Vai começar pelo braço financeiro da empresa, o Banco Original.
Temer vai se vingar enquanto estiver na presidência.  Isso é bom. O andar de baixo só ganha quando o de cima briga e deixa cair as sobras.

Reinaldo Azevedo, de Veja, caiu. Estava nos colóquios com a irmã de Aécio e contra a Lava Jato.

O jornalista da Veja, Reinaldo Azevedo, crítico do PT e defensor da Lava Jato enquanto a investigação não chegou em Aécio, caiu no grampo da Polícia Federal. Ultimamente, estava atacando a operação. Estava defendendo Aécio. Só não passou ainda a defender o PT. Pelo visto, passará a pedir a prisão de Sérgio Moro e a volta de Lula à presidência com Aécio na vice.
Desça um pouco mais no blog e veja que a bola foi cantada. Reinaldo é peixe pequeno ainda. A relação é muito promíscua.  Ele era um daqueles que atiçava a falsa briga PT x PSDB para aumentar a torcida dos dois lados e não deixar surgir outro candidato por outro partido.

Confusão na votação da reforma trabalhista em comissão do Senado


Eis o nível do nosso Congresso. Eles se acusam. Eles xingam uns aos outros. Estão cobertos de razão no que dizem.

A próxima semana para a política; Os próximos dias de sol para o Brasil.

Resultado de imagem para sol
Os políticos estão na lona. Todas as cobras recolheram seus venenos e agora se abraçam, não havendo mais partidos, nem esquerda, nem centro, nem direita, apenas fragmentos de tendências. As cobras se entenderam na dor de suas próprias picadas.
É fato que os políticos vão procurar sobreviver. Isto é decisão já tomada. Ainda não encontraram a forma nem o discurso, mas já decidiram salvar-se por enquanto. Isto é o assunto da semana.
Mas o que interessa aos brasileiros é o que teremos para o futuro. Neste caso, o que Sérgio Moro e a força tarefa têm para os próximos meses. Nos interessa então os próximos dias de sol - meses de sol. Que sejam muitos e de intensa luz. Viva Sérgio Moro! O Brasil depende mais do que nunca da sua caneta e do seu vasto saber e infinita coragem.

Paulo Câmara sobrevirá à esfinge de Eduardo Campos?

Resultado de imagem para paulo câmara e eduardo campos
Eduardo Campos se foi no fatídico 13 de agosto de 2014. Com sua morte, deixou desprotegida sua história e eleitos os seus herdeiros. Por ter deixado desprotegida a sua história, não estando vivo para se defender, hoje é alvo de muitas acusações. Só as investigações poderão comprovar a veracidade da chuva de difamações que partem de delatores, uns à serviço da justiça, outros à serviço do PT. O fato é que, não estando mais entre os vivos para se defender, e não podendo ser investigado para negar ou confirmar, tudo que falarem ou lançarem na sua conta política dependerá tão somente da vontade da maioria, para ser inocentado ou condenado em definitivo. O Brasil passa por um momento delicado e seus herdeiros em Pernambuco sofrem severo bombardeio. A oposição aponta armas pesadas no intuito de conquistar o Palácio do Campo das Princesas e, mais adiante, a prefeitura de Recife. Dona Renata Campos, a viúva, pouco ou nada pode fazer, sob pena de ser tragada pela crise.  O cunhado, Antônio Campos, deixou o luto de lado e já traz a cunhada para o centro do debate, pedindo explicações sobre denúncias recentes do homem forte do JBS. Trazendo a cunhada Renata, também trará os sobrinhos, sobretudo aquele que tem o nome trabalhado para ressuscitar o arraesismo mais adiante, o ainda 'criança' João Campos.
Acertá-los é consequência inevitável, sabe Antônio Campos.

PAULO CÂMARA
O governador de Pernambuco já sofre ataques internos antes mesmo de tomar posse. Talvez padeça dos males que todo 'príncipe' padece ao herdar um trono. Pouco habituado a esse ambiente complexo e abundantemente requintado, Paulo Câmara não se armou e talvez não se arme mais para o combate. Deixou correr frouxo até hoje. Agora, citado pelo mesmo delator que atacou a honra do falecido Eduardo, tendo a companhia do prefeito de Recife Geraldo Júlio e do Senador Fernando Bezerra Coelho nas mesmas gravações e imagens, deve ter chegado à conclusão de que é hora de reagir, aí não mais em defesa do governo, mas em defesa da própria honra.

POBRE MOÇO: é o discurso ensaiado. A dúvida é se a imagem de jovem simples de classe média será bem assimilada na colagem á imagem de um governador de Estado. A imagem de Paulo Câmara é tão tênue, tão nova, tão distante do imaginário popular, que ele corre o risco de ser candidato a reeleição sem ser conhecido pela maioria dos pernambucanos. Para o mal ou para o bem, esta é a verdade. Soltem o governador na feira do queijo em Bodocó, ou na feira do sábado em Araripina desacompanhado das figurinhas carimbadas que sempre chegam perto para aparecer nas imagens, corre-se o sério 'risco' do governador de Pernambuco comprar goma a R$ 2,50 e não a 4,00 Reais, por inspirar sentimento de piedade na nossa vendedora mais requisitada do Hortigranjeiro. Paulo tem cara de menino de rua pidão, de tão magro, tímido e despojado. E esta é a dificuldade  que a oposição enfrenta para atacar o governador. É fácil perceber as curvas para acertar o governo usadas pela oposição. Seu principal rival o acusa de 'fraco, sem pulso, sem comando, comandado' (....). Isto se explica: Fosse o governador um político com o traquejo dos demais e aquele ar de poderoso, nem mais existiria como pré-candidato.
Se vai colar o pobre moço, ninguém sabe. Se vai escapar ao ataque perpetrado contra a imagem de Eduardo Campos, só Deus sabe. Mas o fato é que associando o discurso de 'pobre moço', a tropa de choque (a saber) de Paulo Câmara promete adotar um bateu levou, um vale tudo, a partir de agora. A ordem é não deixar nada sem resposta e defender atacando. Vão continuar argumentando que Paulo é um rapaz que só tem 'a família e a honra, que vive do seu salário', em contraponto ao poder estimado que tem o principal adversário. Mais do que isso também não podem fazer. A não ser que, em ato de coragem e rebeldia, se livrasse da esfinge de Eduardo Campos. Para isso, teria que informar razões, teria que explicar porque, e apontar exemplos. Impossível de acontecer não é, mas difícil sim. Tudo dependerá do que pessoas como Antônio Campos vier a fazer ou falar de agora em diante. Ainda assim há uma 'criança' ao seu lado, com o sangue e o jeito do pai famoso que se foi em trágico acidente. É muito complicado. É um sofredor de fato  e de direito.
Resultado de imagem para paulo câmara
Por sua vez, Armando Monteiro se preserva e usa apenas a sua linha de frente para atacar. A ordem deste é única: Pernambuco precisa de governo e de liderança. O recado é para Paulo: Não basta parecer com Don Hélder nos gestos de humildade, é preciso governar e ser líder. Pernambuco se acostumou com isso. Eduardo Campos é o maior exemplo.
A partir de agora sairá de cena o lógico e entrará em questão o imponderado. Quem tiver força para impor uma imagem desejada se firmará. Armando Monteiro ainda não reconquistou os índices que teve no primeiro momento de sua campanha passada, apesar de Paulo também não sair do piso inicial de sua campanha em 2014.

Maior ator da história da humanidade é brasileiro.


A academia que escolhe os indicados ao Óscar comete até hoje sua maior injustiça. O brasileiro Luis Inácio Lula da Silva é vítima do preconceito americano. Nenhum ator, entre todos os homenageados até hoje, consegue interpretar como o pernambucano de Caetés. Nenhum, entre tantos, tem fã clube tão vasto, numeroso e leal. Lula extrapolou fronteiras e hoje comove até países da América Central e Caribe, África e até a civilizada Europa. A próxima premiação do Óscar continuará falhando e reforçando a injustiça se insistir em  não premiar Lula.  Caso isto aconteça, certamente em 2018 não escapará ao recordista de bilheteria de todos os tempos, O FILME, envolvendo Lula e sua turma de um lado contra Moro e seus investigadores, de outro.

Comece a desconfiar dos jornalões

Os jornais que defendiam Lula e toda banda podre sabiam que, por tabela, estavam também defendendo Aécio. Sabiam que todos eram do mesmo 'condomínio de luxo'. Sabiam que seus grandes anunciantes se empaturravam no BNDES. Sabiam que a oposição de Aécio era só vocálica, pois nas votações e no STF todos agiam em sintonia. Agora esses jornalões começam também a defender Aécio, vitimizar Aécio, defender Temer, vitimizar Temer. Estão todos no mesmo barco. Querem um mesmo fim para a Força Tarefa. Se depender desses jornalistas da grande mídia, Lula vai para o Palácio com Aécio de vice e Moro vai com os investigadores para a cadeia.
Quem deu nome a isso aí foi Donald Trump: FakeNews. Comece a exercitar mais seu lado crítico a partir de agora. Comece a desejar que a força tarefa da Lava Jato chegue aos porões da comunicação. Esse pessoal que faz opinião também faz bons negócios.

OAB elegendo Ministros já: Gilmar Mendes manda nos senadores; Aécio manda em Ministros do STF


Papéis invertidos na república apodrecida. Gilmar Mendes e Aécio Neves falam ao telefone (grampeado). Aécio pede a Gilmar para ligar e mudar a opinião de colegas de comissão no Senado. O objetivo: Aprovar uma lei que pune promotores e magistrados, a dita Lei do Abuso de Autoridade. Numa ligação só, Aécio trai os colegas senadores e Gilmar Mendes trai os colegas juízes que se viram como podem para combater a impunidade no Brasil abaixo dessa cote. Não podemos mais culpar pobres juízes de primeira e segunda instância. Não adianta nada eles punirem aqui na planície se os 'supremos' tramam para que nada mude lá no Plano Alto. Invariavelmente, os 'advogados bons' derrubam suas sentenças na SUPREMA CORTE.
Já sabemos o que tem de ser feito. Nada mudará nesse país enquanto presidentes indicarem e o congressistas aprovarem nome de Ministros do Supremo. A nossa luta, de hoje em diante, terá de ser ampliada: Eleição para indicação de Ministros na OAB. Só os advogados em exercício, juízes e promotores podem e devem eleger ministros. Somente eles. Se deixarmos no Brasil essa brecha para os políticos, nada mudará daqui a duzentos séculos. A OAB deve encampar essa luta com afinco. Certamente contará com o apoio maciço da sociedade para aprovar em referendo popular. Essa é fácil. Basta mostrar o áudio acima. Não resta dúvida de que Aécio foi o quase presidente que mais ajudou o Brasil. Ele está provando que a verdade (mesmo dura) é o melhor remédio. A verdade é essa aí: Um senador e um ministro do Supremo tramando contra a justiça, contra o povo, contra as leis, contra os juízes e promotores, e em defesa dos corruptos.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

URGENTE: PF JÁ SABE ONDE ESTÁ A MALA DO DEPUTADO DE TEMER

Resultado de imagem para mala de rocha loures
A polícia federal rastreou e sabe o exato lugar onde se encontra a mala com 500 mil Reais que o homem do Friboi entregou ao deputado Rocha Loures, indicado por Michel Temer. Mais que dinheiro teria na referia mala preta.
Ainda há muitas surpresas até a queda do vice de Dilma.

SIGA NO www.meuararipe.com

Últimas

Voltando
Um dos políticos que 'não apareceria mais no senadinho' voltou atrás ou não tinha feito 'juras de morte'. No final da semana passada reapareceu. Passou pouco tempo, mas deu as caras.  Mas voltou sem dizer nada, nem debater. Apenas deu sinal vital.

São João do Senadinho
A confraternização de São João do Senadinho será outra vez movimentada. A 'cota' para 'dançar' já está sendo recolhida. A festa é sem partido e os custos rateados. A carne não será Friboi e não haverá sobras de caixa para depois gerar delação.

Lagoa do Barro
Este blog não está devendo a programação do São João de Lagoa do Barro, como alguns leitores reclamaram. Ela não saiu, este é o caso. Quando sair, aparecerá também em destaque.

Artistas da terra
A relação dos artistas da terra, e suas respectivas fotos, outra cobrança, será atendida também pelo blog assim que a comissão dos festejos divulgar.Não houve tratamento desigual. Simplesmente os furos que recebemos foi das atrações 'badaladas'.

Divulgação e inexigibilidade
A palavra difícil aí de cima deve explicar a não divulgação dos nomes da terra na programação, já no dia do anúncio oficial. Há um amparo legal e um desamparo também. O amparo protege os que fizeram fama. O desamparo desampara os que ainda lutam pela fama e isso explica a maior burocracia para a contratação dos ainda não famosos, ou os famosos da terra.

Povo gosta de festa
Os links com furos de informação de atrações do São João de Araripina provocaram 'congestionamento' no Meu Araripe. Em pleno sábado, um único link trouxe para o Meu Araripe mais de 2.700 leitores novos em menos de duas horas, num sábado à noite. É impressionante. Este mesmo link só não superou o que noticiou o afastamento de Lula Sampaio do cargo de prefeito de Araripina. Também pudera. À época, Meu Araripe reinava só.
Não é por outro motivo que os gestores, todos eles e de todas as partes, e por milênios, fazem das tripas coração para oferecer ao povo uma boa programação festiva.

Buracos
Este blog sempre evitou e ainda evita fazer apologia ao buraco ou a operações que os tapam. Isto cria limitações para a redação e para a mente das pessoas, sobretudo leitores. Araripina é uma cidade que gestor nenhum consegue correr à frente dos buracos. Então, não é justo que paguem o 'pato' no inverno. Também não é justo que construam sua imagem tapando buraco quando o inverno acaba. Em Araripina é uma rotina  e um custo fixo também.

Muriçocas sim
Está na hora de matar as danadas. Elas tiram o sono das pessoas, atrapalham o rendimento no trabalho, causam irritação de pele e irritabilidades relacionadas à diminuição do repouso noturno e até diurno. Alguma coisa desandou. Antigamente, havia gente que, desatenta, esquecia baldes de manipueira nos córregos e canal principal. Era  acidental, barato, natural, biodegradável e não sobrava uma voando. Quem conhece farinhada percebia pelo cheiro. Mas não é fácil controlar flutuação de nuvens de muriçoca numa cidade cortada de norte a sul por um canal exposto. Enquanto o saneamento básico não for concluído e os esgotos enfim coletados, esta queixa vai tirar o sono dos gestores.

Asfalto
Imagens de equipamentos circulam pelas redes sociais noticiando que a prefeitura vai asfaltar ou recapear ruas. Pelas interdições vistas, parte do centro e do Alto da Boa Vista receberão melhorias.

Jipeiros em movimento
A imagem pode conter: atividades ao ar livreA imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: montanha, nuvem, céu, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: céu, montanha, nuvem, atividades ao ar livre e natureza
Araripina viveu ontem um encontro de jipeiros. O relevo do município, com muitas ladeias, planícies e pedregulhos está consolidando o esporte entre pessoas com dinheiro sobrando para custear as aventuras.

Campeão araripinense
O araripinense Washington Paulo postou nas redes sociais sua conquista: 'Campeão invicto da segunda fase do campeonato pernambucano de jiu jitsu na cidade de Custódia'.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé

Brasil espirra, Argentina pega pneumonia. Araripina também sente.
Na Argentina, é comum se dizer que se o Brasil espirra, os vizinhos pegam pneumonia, tamanha é a dependência  em relação ao mercado brasileiro. Ou seja: as vendas para o Brasil seguram as industrias e plantações dos pampas. Pois não é diferente para municípios do interior quando ocorre crise em Brasília. O consumo de produtos com valor agregado depende da classe média e classe média alta. Em horas de crise, um 'carrinho' a menos deixa de fazer circular o que duzentas pessoas da classe D não gastam num mês. Quem consome alto é também precavido. Por isso, vem logo o tombo nas contas e os caixas entram no vermelho de Norte a Sul. Por outro lado, a insegurança política leva ministros a também segurarem a caneta ou a só liberarem verbas para quem fecha acordos eleitorais futuros.  E tome descompasso. Por isso, também, Temer precisa sair logo.

A FORÇA MUDANDO DE LADO
Imagem relacionada
Coreia do Sul, um país reformado que saiu do atraso em três décadas.

O mundo e os povos vivem ou deixam de viver plenamente, conforme a criação ou consolidação das leis que regem as diversas sociedades. O Brasil abusou das leis. Leis boas e leis ruins. Por isso, com o estrangulamento da sociedade bem informada, a FORÇA MUDOU DE LADO.  O grande erro de cálculo dos falsos líderes é não compreender que a luz aparece e se propaga com o passar do tempo, e 'à medida que a luz se faz, a FORÇA passa para o lado do direito e a sociedade retoma a posse de si mesma'.
Estamos à caminho da liberdade plena, sem LEIS espoliadoras para atrapalhar o progresso. "A liberdade plena se dá quando uma sociedade reduz a LEI à sua única atribuição racional, que é a de regular o direito individual à legítima defesa ou de repressão da injustiça'.
Reformas! Eis a questão. Mas daí virar uma exigência nacional, lá se vão outras décadas.


O plano de Lula: No meio do caminho tinha um Moro. Tinha um Moro no meio do caminho.



Lula queria Dilma sucedendo-o para retornar à cadeira após quatro anos. Dilma foi um poste teimoso. Resistiu e foi à reeleição, comprando deputado e senador como se compra diamante sem nota fiscal. Foi a primeira pedra no caminho de Lula, o chefe. Dilma caiu, Temer assumiu. Assumiu com a missão de ajustar a economia e frear os gastos, estocando desgaste mas também estocando recursos para Lula voltar, e em voltando, gastar o que foi estocado com os políticos outra vez, distribuindo alguma migalha aos que sentem fome e mesmo assim comemoram qualquer conquista tomando álcool.
Tudo ia bem. Plano perfeito. A mesma gangue que escapou do mensalão quebrando o País escaparia também ao Petrolão, Friboi, BNDES, Transposição e todas as demais maracutaias. Bastaria Temer continuar e sacramentar as reformas, concluindo o mandato, tostado na opinião pública, mas 'ilibado', salvador da economia, tarefeiro sem vaidade, pronto para assumir um ministério que 'fura poço' mais adiante, indicado pelo mesmo consórcio da desonestidade nacional.
'No meio do caminho tinha uma pedra. Tinha uma pedra no meio do caminho, como se lê no poema de Carlos Drummond. A pedra se chama Sérgio Moro. Alvo dos desonestos e ídolo dos brasileiros, Moro é a pedra no meio do caminho de Lula, Aécio, Dilma, Temer, Renan e de todos aqueles que sabotaram a nação. Eles fingiam brigar. Um xingava o outro em público, e abraçava em privado. Era só Teatro. Moro sabe disso. As gravações da PF revelam.
Cabe aos brasileiros sem paixões partidárias doentias lutarem para que a Lava-Jato lave o que for possível e necessário. Só assim o Brasil voltará a respirar. A economia não suporta muito tempo. Os mercados globais não perdoam por tempo indefinido. A depuração precisa ser rápida. Cobras agonizantes não podem guardar veneno para novas picadas. A lista delas é extensa, mas não o bastante para barrar a Lava-Jato. Depende de nós. Nós, os comuns e iguais.

SIGA NO www.meuararipe.com. Compartilhe o link com os amigos

domingo, 21 de maio de 2017

VOSSA EXCELÊNCIA - Pelo fim do Foro Privilegiado.


Presos na ditadura - Heróis da esquerda. Presos da democracia - Heróis da esquerda.

LER OUVINDO É MELHOR
De 2005 para cá, quando eclodiu o mensalão e "Vossa Excelência" estourou  na guitarra e voz dos Titãs,  o povo quase nada fez para mudar o Brasil. Ou fez para piorar. Reelegeu Lula, elegeu Dilma a mando de Lula e depois reelegeu Dilma também a mando de Lula. Perdão dado três vezes ao crime do mensalão. Nada mais natural que os bandidos enchessem o peito de ar e desligasse o preocupômetro. Não coloquemos a culpa nos políticos. Não coloquemos a culpa nas urnas. Não coloquemos somente no dedo do eleitor.
A ditadura não serviu para quase nada. Veio para livrar o País do comunismo da Rússia, esse mesmo que se instalou na Venezuela, mas foi condescendente com os ladrões que colocou na cadeia. Prendeu mas soltou. Muitos dos que fugiram ou foram exilados, depois foram anistiados. Está aí o resultado: Soltos, voltaram a delinquir. Soltos, voltaram a assaltar os cofres da nação. Presos na ditadura - heróis da esquerda. Presos na democracia - heróis da esquerda. Talvez a culpa seja da esquerda, que cultiva heróis bandidos. Mas é muito fácil culpar o povo da esquerda sem atacar o problema central.  É muito fácil culpar apenas uma via política mental - deixando claro que social democracia surgiu também como esquerda, e  portanto os líderes abatidos são todos de esquerda, sejam os da ala de Lula, sejam os da ala de Aécio. Votei uma vez (segundo turno) por falta de opção nesse último, tão repugnante quanto o primeiro.
O buraco é mais  profundo. Temos que jogar luz sobre esse buraco.
Há uma coisa chamada foro privilegiado. Se há foro privilegiado, é porque há a medo entre os privilegiados, que preferem uma branda corte. E que corte! Aécio convence dois; Temer 'só pode ajudar com dois'; Lula entra com três; Dilma entra com dois. Pronto. Acabou-se - ou sobrou pouco, só dois dos onze.  A sorte do povo é que PT e PSDB se desentenderam por causa do tesouro de Minas. Minas, sempre Minas. Torçamos para que não dividam Minas em duas e acabem com a briga entre tucanos e petistas. Só assim a corte privilegiada fica rachada e o Brasil acordado. Torçamos também para que os políticos passem a ser julgados como os demais cidadãos, em suas paróquias.

       SINA NO www.meuararipe.com
Envie o link para amigos. Escolha dez que gostam de política ou andam de banda para a realidade.