sábado, 15 de junho de 2013

O Brasil vaia Dilma no Mané Garrincha. Nem o presidente da FIFA conseguiu socorrer a presidenta, que abreviou o discurso fingindo haver defeito no microfone. Mas o IBOPE...



Gente de todo Brasil. Gente com melhor formação e menor ou nenhuma dependência da bolsa que compra consciências e anula o futuro de milhões. Foi uma vaia monumental. Uníssona. Fabulosa. Inteligente. Magistral. Só faltava mesmo ser num estádio com o nome do craque mais irreverente e também o mais despojado de todos os tempos no futebol brasileiro. Mané Garrincha deve continuar rindo lá no céu até agora. O Brasil que pensa e sonha grande está de alma lavada. Dilma a baixou a crista e o Brasil meteu três a zero no Japão, prova de que não se compra mais mandatos alinhando favores com resultados no futebol.
Anotem aí a data: 15/06/2013.
Pode ser o começo do fim desse império de ratos que roem até a consciência alheia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário