terça-feira, 2 de abril de 2013

Prefeitos saem frustrados de Fortaleza

Dilma corta fala de prefeitos e desagrada municípios
reuniao gde

Prefeitos e representantes da Confederação Nacional dos Municípios e das Associações Estaduais dos Municípios deixaram o encontro dos governadores com a presidente Dilma Rousseff (PT), em Fortaleza, desapontados com a falta de atenção do Governo Federal aos municípios.
Dilma não permitiu a intervenção de nenhum dos prefeitos presentes e o ministro Fernando Bezerra Coelho negou a palavra ao presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota (PSB). Na saída, ao final da reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, os prefeitos presentes disseram que as medidas anunciadas num pacote de nove bilhões de reais não atendem as necessidades dos municípios.
Os prefeitos queriam se manifestar com relação à promessa do ministro Fernando Bezerra Coelho feita há dez dias em reunião realizada na sede da Amupe, no Recife, de que o cartão da Defesa Civil utilizado para casos de emergência viesse a ser colocado como alternativa aos municípios atingidos pela seca.
Na prática, isso significaria um repasse fundo-a-fundo, nos mesmos moldes da ideia e do projeto criado e lançado pelo governador Eduardo Campos (PSB) aos prefeitos de Pernambuco no encontro realizado pelo Governo do Estado  em Gravatá. Este cartão, conforme reivindicação dos prefeitos, seria utilizado para a compra de carros-pipa, perfuração e recuperação de poços artesianos, limpeza de açudes e na compra de ração animal.
Os prefeitos se mostraram ainda mais insatisfeitos porque todos as máquinas incluídas no pacote - retroescavadeira, caminhão-caçamba, carro-pipa, pá carregadeira e motoniveladora -, segundo palavras do próprio ministro da Integração Nacional, só chegarão aos municípios em dezembro e não agora, quando eles enfrentam o pior momento da seca.
Quanto aos equipamentos agrícolas, os prefeitos os consideram importantes, mas entendem que o cartão da Defesa Civil ocuparia lugar de destaque na luta contra a seca. Um dos governadores presentes ao evento reclamou da falta de atenção destinada aos municípios nordestinos e disse que tais equipamentos beneficiam muito mais a região do Sul, terra do ministro do Desenvolvimento Agrário Pepe Vargas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário