segunda-feira, 29 de abril de 2013

O presente é melhor que o passado. E o futuro?


FHC, o ex-presidente que se acha dono da mudança mas não entra em acordo com quem decide se é verdade, insiste em defender seu legado e mandar os candidatos de seu partido aos infernos eleitorais. Fernando Henrique é um sujeito vaidoso, um intelectual forjado na mesa de livros sem muita sustentação na ciência e nos números. Mas ele fez coisas boas. Agora apareceu Eduardo Campos, para com apenas dois mandatos de governador em Pernambuco e uma aparição na TV resumir o que o eleitor que se cansou do PT quer ouvir: FUTURO MELHOR que o presente. Eduardo aprendeu antes de FHC que é hora de falar com as pessoas, por saber que são elas que votam e elegem um Presidente da República. E sem inventar mentiras no atacado como faz o PT, mas sintetizando melhorias de vida como fazia Miguel Arraes. É claro que a vida do brasileiro melhorou nos últimos dez anos, assim como melhorou a vida dos jamaicanos, dos senegaleses, dos bolivianos. Não foi o PT que fez isso. Foi a humanidade que avançou. As pessoas percebem isso. E quem quiser ganhar eleição, tem que entender, de uma vez por todas, que gente é tocada pelo futuro, não pelo passado.
Quando Aécio Neves se tocar que o legado de FHC é assunto para o baú Eduardo já estará apertando o nó da gravata de posse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário