quinta-feira, 4 de abril de 2013

De uma '...' induzida por ponto eletrônico na orelha

"Eu queria dizer para vocês, nesta noite, aqui no Ceará, em Fortaleza e nessa escola, o compromisso forte, o compromisso que é um compromisso que eu diria o maior compromisso do meu governo. Porque é que o compromisso com a educação tem que ser o maior compromisso de um governo."


MEU ARARIPE
Deixa o nome dela pra lá. Só resta lamentar. É duro saber que o Brasil é um País tão pobre na educação e instrução, a ponto de viver na miséria e mesmo assim andar feliz caminhando sobre lama, ou engasgado nas filas do SUS. Somente um País que nega escola, ou finge que oferece, pode se contentar com a miséria e por cima aplaudir quem a doze anos lhe aplica anestesias para ver sem sentir que as oportunidades globais passaram sem ser aproveitadas, e que aos poucos a juventude estará toda dominada, com os pais formados em outras épocas ainda mais civilizados e instruídos que aqueles dessa geração, doutrinados para fingir que aprendem dentro de uma escola que finge que ensina. 
A frase sem pé e nem cabeça é sinal de que a ameaça real a este domínio do mal estava ao lado. Também omitirei o nome daquele que ameaça derrubar esse império do mal. Olhem as fotos de Fortaleza que descobrirão. Ele deixou a 'durona'  teleguiada toda desnorteada

Nenhum comentário:

Postar um comentário