domingo, 7 de abril de 2013

Aécio sozinho no ninho

Segundo Ilimar Franco, de O Globo, o PPS vai realizar, em maio, um Congresso Extraordinário, para desembarcar de sua aliança com o PSDB. A maioria do partido está a caminho de uma coligação ou de uma fusão com o PSB, caso se confirme a candidatura ao Planalto do governador Eduardo Campos (PE). A fusão implica em muitos ajustes regionais, mas se ocorrer o novo partido já teria até nome: “PS40”.

Já o PTB, que em 2010 apoiou José Serra ao Planalto, também está abrindo sua aliança com o PSDB. Estão em curso conversas para sua integração ao governo Dilma. O atual presidente, Benito Gama, foi sondado para assumir a vice-presidência de Governo do BB. O partido gostaria de ter o ministro da Integração ou outra pasta, em setembro, quando o PSB pode sair do governo. Isto foi tratado em reunião da cúpula do PTB no Rio. Mas a aproximação com Dilma envolve um tema delicado: o presidente licenciado, Roberto Jefferson, que denunciou o mensalão. Petebistas acham que ele poderia facilitar abdicando de parcela de seus poderes.

A aliança de José Serra, em 2010, foi composta por PTB, PPS , DEM, PMN, PT DO B, além do PSDB. Como o DEM também flerta com o PSB, Aécio Neves poderá ter que enfrentar Dilma com menor tempo de TV do que Eduardo Campos. Como todos sabem, o que conta mesmo não é o programa eleitoral, mas sim as inserções isoladas durante a programação das emissoras. Quanto maior a frequência, maior a eficiência da campanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário