quarta-feira, 17 de abril de 2013

A turma que não se rende não é devedora e sim credora.


Eduardo se reuniu ontem com o senador Armando Monteiro e outras lideranças partidárias (ANA LUIZA SOUSA/DIVULGAÇÃO)
DO CORREIO BRAZILIENSE/DP
 
O provável candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, afirmou ontem, durante almoço com o bloco de senadores do PTB-PR-PPL-PSC, que a presidente Dilma Rousseff e o PT não podem cobrar nenhum tipo de fidelidade do PSB. “O PSB não deve nada a Dilma. Na verdade, ela é nossa devedora. Abrimos mão de uma candidatura competitiva em 2010 (Ciro Gomes) para ajudá-la a se eleger presidente da República”, afirmou Eduardo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário