sexta-feira, 8 de março de 2013

Um prefeito petista critica Dilma por conta do corte de 60% no FPM.

A 1ª cota do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) creditada hoje (8) pelo Governo Federal na conta da Prefeitura, sofreu um corte de aproximadamente 60% em relação ao valor do ano passado e acendeu a luz vermelha para o Governo Municipal que para honrar com seus compromissos teve fazer uso de outras fontes de renda do município já previamente destinadas para outras aplicações.

O Prefeito Luciano Duque se disse surpreso e muito preocupado com a queda da arrecadação do FPM. A preocupação do Prefeito de dá exatamente porque sua equipe vem trabalhando em cima de planejamentos, “e uma redução brusca como esta, prejudica todo um trabalho que vem sendo desenvolvido”, disse Duque.

No início desta semana o Prefeito anunciou o pagamento dos funcionários municipais, pautado nos valores previstos para o repasse do FPM, e acabou sendo pego de surpresa com a redução do mesmo.

Apesar disso, Luciano Duque garantiu o pagamento dos funcionários, conforme havia anunciado, mas para isto teve que fazer uso de recursos do IPVA e IPTU.

A redução da cota do FPM acontece sem nenhum aviso prévio por parte do Governo Federal e prejudica todos os municípios, principalmente os municípios sertanejos que têm neste repasse sua maior fonte de renda e que enfrentam uma série crise financeira, agravada ainda mais pela seca que aflige a região.

Segundo Duque, sua preocupação projeta-se para os próximos repasses, pois ele diz que seu Governo vem preocupando-se em trabalhar através de planejamentos, para manter equilibrada as contas do município, “como deve ser e como exige a lei”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário