sábado, 9 de março de 2013

Um papa brasileiro?

 Após cinco dias de debates do Colégio Cardinalício, foi marcado para terça-feira, dia 12, o início do conclave que elegerá o sucessor de Bento XVI, relata o enviado especial José Maria Mayrink. De manhã, será celebrada uma missa e, à tarde, ocorrerá a primeira votação. Serão dois escrutínios por dia, até que se atinja o mínimo de dois terços dos votos, 77, para a eleição do papa. Segundo analistas, é pouco provável que o conclave seja demorado, pois os cardeais eleitores – são 115 – já tiveram tempo para debater o perfil do próximo pontífice, além dos desafios que ele enfrentará, como casos de abusos sexuais e escândalos financeiros do Vaticano. Aexpectativa é de que a eleição dure de três a quatro dias, ou seja, que o novo papa seja anunciado entre quinta e sexta-feira da próxima semana
Os cardeais de São Paulo, d. Odilo Scherer, e de Milão, Angelo Scola, se mantêm como os nomes mais cotados para a sucessão. O italiano seria a escolha da ala reformista e o brasileiro, da Cúria. Há, ainda, apostas de uma “terceira via”. (Do Estado de S. Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário