sábado, 23 de março de 2013

Tucanos acertam as contas do passado e perdem as penas.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reunirá na próxima segunda-feira, em São Paulo, a direção do PSDB para tentar construir um acordo sobre a formação da nova direção do partido, que será eleita em maio. A reunião será no iFHC, no centro da capital paulista, às 10h30 da manhã.

Participarão do encontro o presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE), o senador e presidenciável tucano, Aécio Neves (MG), e dois integrantes do PSDB ligados a Serra: o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) e o ex-governador Alberto Goldman (SP).

A crise interna começou após o lançamento de Aécio candidato a presidente do PSDB, em dezembro, com o apoio de FHC e Guerra. Parlamentares ligados a Serra querem espaço para o tucano na executiva do partido e chegaram a defender o nome dele para a presidência do partido. O ex-governador ameaça deixar o PSDB rumo ao PPS, onde poderia apoiar a candidatura de Eduardo Campos (PSB) à Presidência.

O grupo de Aécio não aceita ceder a presidência do partido, mas uma das alternativas em discussão, que deve ser debatida na reunião, será a manutenção de Goldman na vice-presidência do partido. (Estadão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário