terça-feira, 12 de março de 2013

Reaberto o mercado das pesquisas. Como sempre, o Vox Populi vende primeiro ao PT.

Funciona sempre do mesmo jeito. Quando ninguém é ningiém e também de ninguém, o PT chama o pesquisador preferido lá em Minas, o primo de Fernando Collor, Marcos Coimbra, para encontrar números que satisfaçam seu ego e alavanquem seus pré-candidatos. A briga vai começar feia e logo pelo Rio de Janeiro, estado administrado pelo PMDB, mas que o PT quer pegar o 'guidon'.
Na falta de um Lula para levantar o poste na reta finalm, veja o que encontou o 'maluquinho das pesquisas' para ajudar o PT no RJ:


Lindbergh Farias (PT) tem 28%, Anthony Garotinho (PR), 21%; o vice Luiz Fernando Pezão (PMDB), 10%; e “um intelectual tucano”, 5%. O Instituto Vox Populi fez mil entrevistas (campo) nos dias 5 e 6 de março. Há cenários com Cesar Maia (DEM), 10%; e Marcelo Crivella (PRB), 12%. Nesse caso, os três da ponta caem. A despeito do desempenho de Pezão, o governador Sérgio Cabral tem 45% de ótimo/bom e 36% de regular. O cientista político Marcos Coimbra conclui: “O PT tem candidatura viável no Rio”; “caso seja mantido o bloco PMDB-PT, o petista tem três vezes o tamanho do outro”; e, “o eleitorado do Rio está fracionado”. A sorte está lançada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário