quarta-feira, 13 de março de 2013

PIB nacional com Eduardo

Produto Interno Político Eduarco Campos já conseguiu reunir para iniciar sua pré-campanha. O quel está lhe faltando é tempo para receber título de cidadão e fazer palestra Brasil à fora. Mas de nada adiantaria ter apoio político se lhe faltasse apoio financeiro para montar os palanques regionais. Todos sabem que candidato a deputado, senador e governador pressiona seus partidos para procurar árvore com boa sombra. A tal sombra começa a mostrar que é frondosa no PSB. Este final de semana será um desses demonstrativos. O chefão do varejo nacional, nordestino e dono da Riachuelo, Flávio Rocha, reunirá o PIB nacional em São Paulo para ouvir o presidenciável. Eduardo está bem no varejo e também no atacado de ferro. O dono da Gerdau, 'seu Jorge', principal fiador da candidatura socialista, estará na capital paulista para ouvir o que tem a dizer o neto de Arraes.  E em seguida o homem do 'aço' reunirá 6 mil empresários do Sul, sobretudo gaúchos, para também jantar e conversar com o provável futuro presidente do Brasil.

PIB ARTÍSTICO
Guel Arraes, o homem que manda as cartas na produção cultural da Rede Globo, é simplesmente tio de Eduardo Campos. De artista de cinema a iniciante da Malhação, todos  têm simpatia pelo filho de Miguel Arraes. Certamente entederão um piscar de olho na hora certa para gravar declarações. E os cantores e compositores nacionais também, a começar por Chico Buarque e Caetano Veloso. É um homem de sorte o governador de Pernamnbuco. Deve ser resultado do grande farol que consegue manter sempre aceso e crescente, transmitindo fé no futuro e resultados no presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário