terça-feira, 26 de março de 2013

Os craques que são votados e os pernas-de-pau que elegem



Todos esqueceram Renan. Todos esqueceram que Dilma elegeu Renan. Foi fácil. Bastou escolher o mais inadequado dos caras para comandar uma comissão que ninguém tinha interesse. Bastou isso para esquecerem o pilantrão. O alvo agora é outro, um falastrão com cara de bobo, inconsequente, que está gostando da mídia favorável para seus propósitos junto aos evangélicos.
Quanto mais o criticam, mais ele cresce entre aqueles que não querem o avanço da causa gay. Na próxima eleição o deputado antes desconhecido terá dez vezes mais votos. Enquanto isso, Ranan será esquecido e novamente reeleito. E o debate que ninguém quer travar ficará como está. O PT está cada vez mais aprendendo com Renan a mudar o foco. E Dilma, que atendeu o PSC com  uma comissão que o partido queria, passa ilesa entre as minorias que afirma defender. Mas a pátria dos otários não é esta. Não mesmo. Embora muitos duvidem lá fora.
Agora responde: Você defende o casamento gay ou está mais propenso a defender os pilates antigos que sustentam a família há séculos? Esse debate acalorado envolve "Direitos Humanos". É muito cômodo se omitir. A Igreja tem um lado. Aliás, todas as religiões têm uma visão quase unânime. O que houve, no caso, foi a entrega da Comissão que trata o assunto na câmara a um evangélico e não a um católico. Se decidirem trocar o Feliciano, virá alguém ainda mais radical em defesa da posição da Igreja. Disso ninguém duvida.
Mas o que está em jogo é outra coisa: A cortina de fumaça que jogaram sobre o Brasil para que Renan seja esquecido e para que os maus feitos de todos os políticos sejam esquecidos até outubro de 2014. Até lá, as redes sociais vão 'esculhambar' o deputado Feliciano ou seu substituto. E de quebra, esquecer que Renan e parceiros existem e aprontam cada vez mais. E esquecer carestia, juro alto, desigualdade, seca, favela, apagão, colapso de abastecimento e por aí vai.  Repito para não duvidarem da minha sinceridade: O Brasil não é a pátria dos otários. A Alemanha e a Inglaterra podem ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário