quinta-feira, 14 de março de 2013

O pânico que está causando os 13% perdidos no Nordeste.

O pânico que se abate no Palácio do Planalto com a candidatura do governador Eduardo Campos (PSB-PE) é que pesquisas realizadas pelo PT indicam que, dos 51% que Dilma Rousseff necessita para se eleger no primeiro turno, ela perderia 13%. Voltaria a um patamar de 35% a 40%, no máximo. Os votos perdidos estariam na sua maior parte no Nordeste, justamente a região que tem dado ao PT as suas maiores vitórias em todas as eleições presidenciais. Estes votos iriam para Campos, ungido como o candidato do Nordeste. Haveria, com certeza, segundo turno. Um segundo turno imprevisível que, dependendo da economia, poderia, até mesmo, no pior dos quadros, deixar Dilma Rousseff de fora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário