terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Controlando na marreta

Argentina congela preços em supermercados por dois meses

O Globo
O governo argentino e as principais redes de supermercados do país selaram nesta segunda-feira um acordo para que os preços no varejo fiquem congelados durante dois meses como forma de combater a inflação, segundo autoridades.
O anúncio ocorre num momento em que consultorias privadas, como a M&S, do economista Carlos Melconián, divulgam cálculos de que a inflação em janeiro ficou entre 2,6% e 2,9%, numa forte aceleração em relação à cifra de 1,6% a 1,9% registrada nos meses anteriores.

Cristina Kirchner, presidente da Argentina


Nenhum comentário:

Postar um comentário