quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

A chantagem explícita de Dirceu

O ex-ministro José Dirceu (PT) disse ontem à noite que o mesmo apoio que PT dá ao governo de Dilma Rousseff deve ser dado à defesa dos condenados pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão."Não há como separar o apoio e a sustentação do governo da presidente Dilma com a luta pela reforma tributária ou para que a Justiça seja feita na Ação Penal 470 [do mensalão]", disse Dirceu.

Condenado a dez anos e dez meses de prisão pelo Supremo sob a acusação de chefiar o esquema do mensalão, ele participou de encontro do PT no Distrito Federal destinado à "defesa do legado do governo Lula", que reuniu cerca de 500 militantes. "Neste momento falar sobre a ação penal é a tarefa mais importante que temos. Por isso Lula vai iniciar dia 20 uma série de seminários" sobre os dez anos do PT no poder. Para ele, isso é necessário porque "a direita começa a radicalizar a luta política" visando à eleição de 2014.

Dirceu voltou a dizer que o julgamento foi político: "O julgamento não tinha o objetivo de fazer justiça e sim uma tentativa de inviabilizar o nosso governo. Não se trata de uma ou outra liderança do PT. Não se trata da denúncia do chamado mensalão. Se trata da tentativa de colocar o PT no banco dos réus". (Folha de São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário