quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Rio Capibaribe será novamente navegável.



Eduardo Campos e Geraldo Júlio darão início ao serviço de dragagem do rio no trecho urbano da capital e transporte fluvial será alternativa para alunos e trabalhadores evitarem o stresse das ruas congestionadas.

 


No trecho entre Casa Forte e Derby, às margens do Capibaribe, encontram-se as melhores escolas da capital pernambucana e são justamente elas que mais congestionam o trânsito nos arredores. Cada pai quer levar seus filhos carro próprio, congestionando tudo. Isso poderá mudar.

Nesta quinta-feira, o Governo de Pernambuco dá início ao processo de dragagem do Rio Capibaribe. Trata-se de mais um passo do Programa Rios da Gente, que vai transformar um dos principais cartões postais da cidade um corredor de transporte, antigo sonho dos pernambucanos.

Com a presença de Geraldo Julio, o início da obra será marcado por uma solenidade realizada com a presença do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, às 15h, às margens do Parque Santana, em Casa Forte, local onde será instalada uma das estações fluviais de embarque e desembarque de passageiros.


A dragagem, orçada em R$ 101 milhões, será realizada pelo Consórcio ETC & Brasília Guaíba, ganhador do processo licitatório de nº 009/2012, de 8 de novembro de 2012. A dragagem vai remover todas as restrições existentes à navegação, como o lixo, escombros de antigas construções e até suprimir parte da vegetação local. Serão dragados 17 quilômetros do Rio, partindo das proximidades da BR-101, passando pelos bairros de Casa Forte/Poço da Panela, Torre, Derby, área central do Recife e Tacaruna (divisa entre Recife e Olinda) – locais onde passarão as embarcações e serão construídas as estações de passageiros.

O processo de dragagem levará 18 meses. A previsão é de que a navegabilidade do Rio Capibaribe tenha início já em 2014. Para isso, as licitações para a construção das estações serão iniciadas em fevereiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário