quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Fim da calmaria

Grupo islamista sequestra 41 reféns ocidentais na Argélia

Ataque seria uma resposta à Argélia por sua solidariedade com a França no conflito no Mali. 150 empregados locais da empresa francesa CIS Catering estão sendo mantidos em centro de extração de gás
O Globo
O braço da al-Qaeda no Norte da África sequestrou 41 estrangeiros em um ataque que seria uma resposta à Argélia por sua solidariedade com a França no conflito com os radicais islâmicos do Mali.
O ataque durante a madrugada desta quarta-feira a um centro de extração de gás em In Amenas, perto da fronteira com a Líbia, deixou ainda dois mortos - um britânico e um francês - e seis feridos. Entre os reféns do grupo terrorista estão sete americanos, 13 noruegueses, cinco japoneses que trabalham para a empresa de engenharia japonesa JCG Corp, ao menos um francês e um irlandês.

Soldados malineses visitam o presidente Dioncounda Traore na base de Bamako Foto: Reuters 

Os sequestradores fugiram com os estrangeiros, provavelmente em direção ao Mali. A petroleira BP-Statoil, uma das que exploram o edifício, informou que alguns homens armados ainda seguem no local.
De acordo com a agência France Press, 150 empregados locais da empresa francesa CIS Catering estão sendo mantidos nas instalações. A agência argelina APS, no entanto, informou que eles já tinham sido liberados em pequenos grupos.
Leia mais em Grupo islamista sequestra 41 reféns ocidentais na Argélia

Nenhum comentário:

Postar um comentário