quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Eduardo Campos quer 'salvar' 2013 com 3,5 bilhões

Para 'ganhar' 2013, o governador de Pernambuco decidiu cortar despesas de custeio e aumentar de 3,1 Bilhões programados para R$ 3,5 Bilhões os gastos com obras em todas as regiões do Estado. O corte nas chamadas despesas ruins foi de R$ 400 milhões, mesmo volume que decidiu investir em realizações. Muito provavelmente, esta é uma forma de mostrar ao Brasil que algo diferente do que faz o PT é possível. Se Pernambuco é pobre e faz isso, por quê não o Brasil, que é 'rico'?
Eduardo Campos é cuidadodo com a imagem. Não faltará investidor fazendo elogios a sua atitude e não faltará jornalista estabelecendo parâmatros entre ele e Dona Dilma, aquela que se arrasta junto com as obras do PAC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário