sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O secretariado de Alexandre


Alexandre Arraes preparando o ambiente político e o próprio grupo
para o anúncio de medidas iniciais e do secretariado.

Quem acompanha nossos palpites sobre assuntos políticos está estranhando e também cobrando nas ruas algum destaque sobre o tema secretariado municipal. Não entenda como omissão, pois não é. Tenho muitos amigos e também muitos informantes. Ninguém sabe de nada. Ou, se sabe (tendo sido convidado), nega que saiba. Convite e desconvite andam juntos. Nesta hora, jogar nomes de prováveis secretários corresponde, em tese, a prejudicá-los, pois posso passar a ideia de que esta ou aquela pessoa 'vazou' que recebeu convite ou que deixou de ser convidado. Portanto, vou me ater a três vertentes que não prejudicam nenhum dos possíveis convidados para compor o secretariado:
1) O que o prefeito afirmou em rádio;
2) O que ouvi de militantes atentos e de servidores antigos com experiência no ramo;
3) O que ouvi da oposição, que espera as primeiras brechas para atacar com respaldo e eco no povão.

Aos fatos:
1) Alexandre Arraes informou que recrutará majoritariamente quadros técnicos para compor o seu secretariado. Esta tem sido a máxima do PSB. Em Recife está assim, mas até lá, no 'manancial' de técnicos, está difícil encontrar aqueles com perfil adequado, experiência administrativa, traquejo político e trânsito entre os aliados da base governista.  Em tese, os quadros técnicos estão espalhados pelos órgãos governamentais, nas três esferas de governo.

2) Em quase todas as secretarias municipais o quadro é de tranquilidade. Sequer aquele 'beija-mão' de 'me deixe aqui' está sendo verificado. Intranquilidade, relatada por fontes, apenas nas secretarias de Esportes e Planejamento, que devem ser extintas. Segundo fontes, Esportes passará a integrar uma diretoria subordinada a Educação ou a Cultura, indicando que a cultura ultrapassou o esporte em grau de importância. Ou, em outra análise, que o sobrinho de Bringel, Lídio Santiago (Secretário de Cultura), via Bringel Filho, está com força e passará a comandar duas pastas com um só nome. Caso o esporte passe a integrar Educação, onde Sibele Arraes, cunhada de Alexandre e sobrinha de Darticlea, deve continuar, a força política será compartilhada - Camila Modesto e o próprio prefeito.
Para a Secretaria de Administração o ex-secretaário (técnico  e competente) Everardo Alves não retornará. Fontes me informaram que ele teria prejuízos financeiros se lá permanecesse. Aparentemente, cumpriu sua missão na ajuda que deu a Alexandre durante o período de interinidade. Também há dúvidas na secretaria de Desenvolvimento Econômico, e estas residem na decisão de Gustavo Pinheiro de continuar ou não na equipe. As fontes que ouvi fizeram associação: mudanças no Desenvolvimento Econômico induz mudança na Secretaria de Mulheres. Deduzam.
Na Saúde o clima é de continuidade, com sinais de que a funcionária de carreira Mirian Delmondes permanecerá, visto que integra a equipe de governo (do interventor) e a de transição (de Alexandre). O mesmo se verifica em Infra-estrutura, onde Mário Alencar deve continuar; na Agricultura, onde Brenno Ramos também toca o barco com naturalidade; na Cultura, onde Lídio Santiago foi, é e deve continuar sendo; na secretaria das Mulheres, onde Fabíola Paiva, esposa de Nunes Rafael, também é e deverá continuar sendo; na Ação Social, onde Fernanda Lage também foi, é e deverá continuar sendo. Portanto, conforme a 'rádio peão' que percorre os órgãos públicos municipais e com eles convive, estão sem clima de continuidade apenas as Secretarias de Finanças, Administração e Meio Ambiente. Planejamento e Esportes devem ser extintas. E também a chefia de transportes, que tem importância política superior que a de muitas outras secretarias juntas.
Isto é o que dizem servidores antigos com larga experiência em humor de fim de governo, coisa que não estão vendo nem ouvindo na maioria dos atuais ocupantes de cargos de confiança.
Sendo assim, pouco teria Alexandre Arraes a anunciar de novidade, vez que o seu primeiro secretariado interino está sendo a equipe interventora e também poderia ser a sua segunda equipe  de governo, a definitiva. Mas o que a rádio peão fala não tem valor algum antes de qualquer anúncio oficial.

3) O que ouvi de membros da oposição reflete o desejo de encontrar brecha avantajada para atacar logo no início da gestão, ou até mesmo na véspera de natal, e nunca o pensamento do prefeito. Estou com a relação de 'indicados' pela oposição, que segundo as fontes serão os futuros secretários. Quando houver anúncio oficial, darei um jeito de informar que a fonte estava com informações veradeiras e não apenas torcendo 'contra' ou a 'favor' de algo ou de alguém.

Nada mais posso acrescetnar. Neste campo, tudo que se fala gera interpretações diferentes, desfocadas, equivocadas e até maldosas. O que menos quero é ser mal interpretado. Apenas cumpro o dever de abastecer os leitores deste blog com informações, mesmo que sejam assim, digamos, 'sem nexo', mas com rumo.
Computei as cobranças de postagem relacionadas ao tema: 39. Não esperei pela de número 40 e postei antes que o prefeito anuncie sua equipe, para que  o blog não corra o risco de ficar com fama de 'noticioso relapso'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário