terça-feira, 11 de dezembro de 2012

O rombo da nossa previdência


O interventor Adalberto Freitas ainda não convocou a imprensa local, nem a câmara, nem os servidores da prefeitura, da Câmara de Vereadores e AEDA para prestar informações sobre a situação que encontrou e a situação que vai deixar uma coisa muito cara a todos: Previência Própria.
Sabe-se, somente, que a previdência dos servidores de Araripina foi entregue ao prefeito afastado Lula Sampaio com aproximadament R$ 3 milhõe em caixa. À época da criação, havia transparência.
Por falta de informações precisas, estimamos que o valor do repasse mensal gire em torno de 300 mil.
Em apenas um mandato, deveria ser depositado no fundo aproximadamente R$ 14.400.000,00, valor correspondente a 22% da massa salarial. Somando este valor aos R$ 3.000.000,00 milhões anteriores, teríamos no fundo 17.400.000,00. Deste valor seria deduzido o pagamento mensal aos aposentados e acrescido o valor dos rendimentos de aplicação. Arredondando, deveríamos contar com R$ Quinze Milhões na conta da Previdência dos Servidores Municipais de Araripina.
São valores aproximados, ou imaginados. Pode ser mais, pode ser menos. Os valores reais somente o interventor poderá informar.
Perguntar não ofende: De quanto é o rombo, Interventor?
Pode ser duro. A verdade é o que importa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário