terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Jarbas avalia Dilma e critica atuação no combate aos efeitos da seca


O senador pernambucano Jarbas Vasconcelos (PMDB) foi hoje (11) à tribuna fazer um balanço do primeiro biênio do Governo da presidente Dilma Rousseff (PT). O peemedebista lembrou que quase uma década se passou desde que Lula subiu a rampa do Palácio do Planalto e, portanto, não dá mais para ouvir os petistas responsabilizarem os governantes do passado pelos problemas que insistem em permanecer no noticiário da imprensa nacional.
O senador pernambucano defendeu o trabalho dos parlamentares de oposição, mesmo que numericamente inferiores no Congresso Nacional, e ironizou os problemas enfrentados pelo PT e pelo Governo Federal. “2012 se encerra e pode não ser o ano no qual o mundo se acabou, mas com certeza é o ano no qual o PT dá sinais evidentes de esgotamento à frente da Presidência da República”, disse o peemedebista.

Sobre os problemas causados pela estiagem que assola os municípios nordestinos, Jarbas  criticou as ações da gestão petista, afirmando que a política de irrigação do Governo do PT na última década é “uma vergonha, praticamente inexistente”.  Para ele, odos esses problemas terminam se refletindo no desempenho da economia brasileira, já que o crescimento médio do Produto Interno Bruto do Brasil durante os dois primeiros anos do Governo Dilma deve atingir o pior desempenho desde o início da década de 1990, com apenas 2,1%.
Por fim, Jarbas diz que, em sua opinião, a imagem que o Governo Dilma passa para todos é de que não existe planejamento. “O Governo vai agindo sem traçar cenários, sem se antecipar aos fatos, anunciando decisões como uma mera reação aos problemas que ganham as manchetes dos jornais. Este é um Governo que não age, apenas reage, muitas vezes, de forma atribulada e equivocada”, finaliza.
Clique aqui ter acesso à íntegra do discurso do senador Jarbas Vasconcelos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário