sábado, 15 de dezembro de 2012

Dilma ainda não chegou a "mais de 100%" de aprovação

Ainda não foi desta vez. Ainda falta um instituto tomar coragem. Por enquanto, só colocaram Dilma à frente de Lula, o seu criador, que ela quer enterrar vivo. Daqui a pouco a turma que faz pesquisa e constata reprovação generalizada à saúde vai aumentar a  coragem e triplicar o cinismo,  fazendo a 'mulher' ultrapassar  também em popularidade o General Médicci, que sequer tinha oposição - era ditador, mas trabalhava e roubava bem menos. Na verdade, nem Méddici nem Dilma (tiveram) e tem lá essa aceitação que dizem as pesquisas. Não existe tanta gente sem noção nesse País. Mas logo, quando Lula começar a ser ouvido pela justiça federal, os pesquisadores colocarão Dilma dez pontos à sua frente em popularidade. Em seguida, encontrarão um empate técnico entre ambos na corrida presidencial, para mais adiante obrigarem o ex-metalúrgico dobrar a espinha e, para se livrar da condenação, declarar apoio a sua criatura.
Restará ao povo o sagrado direito de escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário