sábado, 3 de novembro de 2012

SUDENE e seca 'em Salvador'? Comecem a reprovar Dilma.



O GADO MORRE DE FOME, OS AÇUDES ESTÃO SECOS, O POVO SOFRE, MAS DILMA FAZ.... POLÍTICA.
Leia a postagem abaixo e sinta a sutileza do jornalista de Recife, que evita entrar no debate.

Do blog de Inaldo Sampaio
A presidente Dilma Rousseff irá a Salvador na próxima sexta-feira para participar da reunião da Sudene junto com os governadores do Nordeste.
Ela teria sido convencida a participar desta reunião pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, com quem despachou na última quinta-feira para tratar da seca na região e das obras federais inacabadas como a Ferrovia Transnordestina e a transposição do rio São Francisco.
A última vez que Dilma esteve em Salvador foi no segundo turno da eleição municipal para participar de um comício do candidato a prefeito, Nélson Pelegrino (PT), derrotado pelo deputado federal ACM Neto.

MEU ARARIPE
Se você já esqueceu, a SUDENE fica em Recife e a seca que castiga o Nordeste está mais forte e visível nas regiões próximas a Recife e nunca em Salvador, que aliás se considera Sul do País - mas é governada pelo petista Jaques Wagner.
Dilma vai a Salvador discutir seca na 'SUDENE'  por qual razão? POLÍTICA, claro. Primeiro, para não ver nem deixar que repórteres independentes filmem bois e vacas mortos de fome nas pistas e roças esturricadas; Segundo, para não prestigiar o governado Eduardo Campos, que venceu o senador petista Humberto Costa, Lula, João Paulo e a própria Dilma  na disputa pela prefeitura de Recife. Dilma e todo PT estão preocupados com poder absoluto e não com os problemas reais do povo.
Já que não vem para Recife, onde está a SUDENE, deveria ir a Fortaleza, capital que sedia o Banco do Nordeste e que está mais perto dos estados e municípios que sofrem. Mas lá, como em Recife, o PSB deu uma surra no PT.
Ainda na postagem, Inaldo Sampaio fala que Fernando Bezerra fez a presidente entender a necessidade de sua vinda, alegando as  inacabadas obras da transposição e transnordestina, o que piora ainda mais a coisa. As duas obras cortam justamente Pernambuco e Ceará, tendo a Bahia sido abertamente contra o início de ambas.

Está na hora de cearenses, pernambucanos, paraibanos, piauienses, sergipanos, maranhenses e potiguás começarem a 'gritar volta Lula' ou erguer a bandeira de Eduardo Campos já. Já nas próximas pesquisas a insatisfação precisa aparecer.
É a única foma de forçá-la a descer dos tamancos e passear pelo sertão sofrido e esturricado, onde o gado morre de fome e sede e o povo faz fila atrás da mangueira da vergonha 'pipeira'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário