sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Raimundo Santiago relata que as rolinhas e parte da passarada estão morrendo de sede

Serrista da gema e agricultor integrado à natureza, Raimundo Santiago narrava com preocupação, na Secretaria de Agricultura de Araripina, na manhã de hoje, que começou a ver rolinhas e outros pássaros da nossa fauna mortos nos arredores de sua casa, na Serra do Simões. Causa óbvia: falta de água para beber. Depois de constatar a mortandade dos pássaros, Santiago começou a colocar 20 litros de água no barreiro seco no qual as aves costumavam beber em tempos normais. Sua alegria é contagiante: "Voltei a escutar canto de tudo quanto é passarinho no meu terreiro". E completa: "Se todo mundo fizesse a mesma coisa a passarada chegava toda viva ao inverno".

RISCOS
Sem pássaros, o equilíbrio ecológico fica comprometido. Só um lembrete: Em terra que não tem pássaro sobra lagarta. Ou seja: Podemos ter inverno no futuro, mas a lavrou poderá sofrer ataque voraz de pragas.
Abelhas para polinizar as flores já passam a ser outro problema. A reportagem abaixo, por Magno Martins, que entrevistou Idelfonso do Mel e Gilberto não deixa dúvidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário