quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O interventor me chamou. Vai ganhar uma caixa de viagra se cumprir a promessa que fez.


Acabo de chegar da prefeitura. Mais exatamente do gabinete do interventor. Ele mandou me chamar. O intermediário foi Brenno Ramos e não Jorge Posseti. Então conclui precipitadamente: O assunto não é de jornalismo e sim de desacato ao chefe. Para quem não sabe, eu sou engenheiro agrônomo da prefeitura, ou Promotor de Desenvolvimento Rural (concursado).
Bati tanto no cidadão nos últimos dias que sai da farmácia convicto de que estava enrascado. "Se fosse assunto da imprensa o convite seria através de Possetti", pensei em voz baixa. Então, conclui:  "Deve haver por lá algum inquérito administrativo para me enquadrar. Alguma lei que não conheço, envolvendo intervenção, foi ferida".
Ao entrar avisei logo: "Não tenho advogado".

O Coronel sorriu e foi logo perguntando porque não estive presente na coletiva de imprensa que ontem concedeu. "Não fui chamado, talvez por não ser jornalista, nem radialista", respondi. O fato é que não sou e nem me sinto jornalista. Jorge Possetti tem razão quando não me chama para essas coisas.

O CORONEL QUERIA ELUCIDAR. EU SÓ PENSAVA EM COBRAR POÇOS.
Mania que tenho. Perdi a oportunidade de entupir o Interventor de perguntas, de desconcertá-lo. Só pensei em aproveitar a oportunidade para cobrar o que o povo cobrava na campanha: POÇOS. Poços na beira do riacho, com vazão acima de 10 mil litros, para evitar colapso hídrico em alguns dias.
O coronel debateu o assunto com Brenno e com seus auxiliares da área jurídica, determinando em seguida que medidas legais fossem adotadas para possibilitar a perfuração de 20 poços. "De cinco em cinco", sugeriu.
A partir de agora vou ter elementos para testar a velocidade de sua equipe de licitação e também o 'apetite' e coragem cívica  de Brenno Ramos. O Interventor vai ter que provar que é  mais ágio que a oposição no quesito  'furar buraco'. Até agora, ninguém chegou perto da marca da ex-prefeita Dionéa Lacerda. A oposição está 'ameaçando' chegar com dez furos. Dra. Dionéa fez quase todos os poços existentes em Araripina entre 1993 e 1996. O Coronel quer fazer 20. Se conseguir fazer cinco, já terá conseguido ganhar uma caixa de Viagra para presentear Eduardo Campos. Como todos sabem, ele terá que encarar Dilma em 2014 (na disputa presidencial). Dou o maior apoio.
Esse viagra fica por minha conta. Furar buraco virou assunto para o Interventor. Se vire!
Agora, das duas uma: Se realizar fica com boa fama. Se falhar....

DOUTORES, APERTEM MÍRIAN
Ao entrar no gabinete do Inteventor, me deparei com Mírian, que provisoriamente responde por assuntos da área de saúde no município. Mais ou menos o que aconteceu na época de Valdeir Batista. Não ouvi nada sobre negociação com os médicos que ameaçam fazer greve. Mas é certo que Mirian não foi convocada para tomar coca-cola no gabinete do 'prefeito' às 17:00 horas. Chá das 5 é coisa de escritor e não de interventor.
Portanto, quem for médico e souber o telefone de Míriam, pode apertá-la. Qualquer novidade, me informem. Prometo não deixar faltar Ambra-Sinto na Farmácia Piauí.




Nenhum comentário:

Postar um comentário