terça-feira, 13 de novembro de 2012

Nova chance de renegociar INSS

Araripina é uma verdadeira bomba.  Gestores que passaram descontaram dos servidores mas não recolheram ao INSS as devidas contribuições. Que eu tenha certeza, apenas Valmir Lacerda e Dionéa Lacerda pagaram as contribuições de suas administrações e negociaram as dívidas passadas, além de honrarem os pagamentos.
Por esta razão, a montanha da dívida se agiganta. Amanhã, o interventor Adalberto Freitas deverá informar o tamanho do rombo, inclusive da AEDA.
Araripina é um município quase ingovernável se o gestor decidir ser perdulário. É preciso capacidade, precisão cirúrgica para intervir e muita credibilidade para atrair empresas novas. Pois só empresas grandes, empresas boas com empregos bons afasta da prefeitura a maior chaga e transforma em solução e impostos o que hoje atormenta os gestores: Contratos irregulares para empregos ilusórios com salários não honráveis e condenáveis pelo TCE.

NOVA CHANCE
A pressão dos prefeitos em Brasilia abre uma nova janela para a renegociação da dívida. A durona Dilma já cogita editar Medida Provisória prevendo novas bases para alongamento da dívida com o INSS, possibilitando abrandamento das parcelas mensais.
Pagar é bom. Pagar abre a possibilidade de o município assinar convênios com todos os ministérios, tirando assim o pé da lama. Neste caso, precisaremos de uma USINA DE PROJETOS e de algum 'embaixador' dos bons em Brasília. Mas, por enquanto, é só promessa. A situação atual é de inadimplência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário