sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Chuva de 26 milímetros anima população rural e deixa Araripina intransitável.

Bastaram 26 milímetros de chuva na sede da cidade para que duas situações se evidenciassem: o povo se anima com os primeiros pingos de água; a cidade de Araripina está condenada a viver dias dramáticos, em virtude dos serviços da OTL e FLAMAC, que deveriam realizar melhoria na rede de distribuição de água e resolver o problema de esgotamento sanitário.
O trânsito já era caótico, o que obriga os enfurecidos condutores de veículos e transeuntes em geral encontrarem novo adjetivo. Palavrões se ouvem por todos os lados. Mulheres perdem a linha ao sujarem sapatos e roupas e esbravejam sem reservas. Pessoas sem Deus no coração pedem condenação a inferno eterno para os responsáveis pelo desserviço. Ninguém faz nada, ninguém intervém. Barro e areia por todo lado. Aos montes e espalhados pelo vento e pela chuva. Domésticas xingando pelos cantos e ameaçando pedir demissão por todas as casas, por não mais suportarem limpar sujeira.

É SÓ O COMEÇO
Não precisa está atendo para saber que estamos apenas no começo do drama. A FLAMAC simplesmente coloca  canos finos em valas que faz com retroescavadeira. Nenhum cano de esgoto domiciliar está sendo ligado. Este serviço está ficando para uma nova etapa, quando as ruas serão novamente quebradas e as calçadas também. Está ruim, não se pode negar. Vai ficar pior, não se pode evitar. A menos que alguém intervenha e obrigue a empresa a iniciar os serviços do ponto mais baixo para o mais alto, já deixando a tubulação devidamente ligada aos domicílios.   Seria isso o lógico e até mais barato. Mas, pelo visto, alguém deve está sonhando com um termo aditivo mais adiante ou simplesmente pensando em deixar tubos finos enterrados para transportar vento, enquanto os esgotos continuarão sendo os antigos.
Alguém precisa reagir. Alguém precisa defender Araripina. É impossível acreditar que todos os eleitos e também o interventor estejam satisfeitos com o que ocorre na cidade. Também é preciso saber se não existe oposição na cidade quando o assunto é obras da OTL e Flamac.

ESQUEÇAM RUAS ASFALTADAS E BONITAS POR UM BOM TEMPO
Será ato de irresponsabilidade investir em pavimentação de ruas em Araripina por um bom tempo. Será ato condenável gastar com recapeamento asfáltico em ruas calçadas. Todas elas serão novamente quebradas em forma de espinha de peixe. Por isto, desde já devemos nos acostumar com esta cidade feia, suja, de calçamento irregular e quebradiço por um longo período. Não houve planejamento. O lógico teria sido fazer tudo de uma só vez: serviço de água e serviço de esgoto, com anúncio prévio aos moradores das ruas para que se preparassem para guardar veículos fora de casa, entre outras providências.
Já é velho o ensinamento segundo o qual o mal se faz de uma vez só e o bem se faz aos poucos. Nem isso aprenderam.
Guardem este link em lugar seguro. Outros no passado previam o que está acontecendo. Está começando a festa da nossa padroeira. Quem for forte de reza deve aproveitar a oportunidade para pedir ajuda a Nossa Senhora da Conceição. Quem for evangélico deve se dirigir diretamente ao Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário