quinta-feira, 11 de outubro de 2012

O DIA SEGUINTE


Após condenação, PT corre para conter dano eleitoral

Tatiana Farah e Thiago Herdy, O Globo
Um dia depois da condenação dos dirigentes petistas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o diretório nacional do partido se reuniu nesta quarta-feira, com a presença de dois dos réus, o ex-ministro José Dirceu e o ex-presidente do PT José Genoino, e decidiu que uma eventual reação do partido ao julgamento do mensalão só será feita depois do segundo turno das eleições.
O PT está em campanha em 22 cidades, sendo seis capitais, entre elas São Paulo. Ex-presidentes do PT, Dirceu e Genoino participaram da reunião do diretório e foram aplaudidos pelos companheiros de partido.
Em resolução divulgada após a reunião, os dirigentes sequer citam o nome dos políticos condenados e não contestam a decisão dos ministros do Supremo. Eles criticam o uso do julgamento por seus adversários, afirmando que o objetivo do processo é “criminalizar o PT”. Em texto de oito parágrafos, destinaram apenas um para tratar do tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário