quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Uma cadeira antes da cama

Somente agora, depois de muitas visitas e reuniões, e de um comício empolgante na Serra do Jardim, com um mar laranja de gente vibrando e gritando 40, a cadeira e o computador, em vez da cama. É o dever que me chama. Quando encontro um leitor reclamando da falta de novidades, me sinto duas coisas: feliz e escravo. Feliz por ser lido e escravo do que gosto. Escravo também por não poder chegar e repousar. 
Acho que na Serra do Jardim, no terreiro da fábrica de farinha comunitária que contribui para que chegasse,criando a associação, elaborando e aprovando o projeto, 15.999 pessoas aplaudiam Alexandre Arraes e seus candidatos a vereador.
Volto feliz por ter ouvido o meu correligionário Manoel Gomes (do Cavaco),  resgatar a memória dos fatos e pedir voto para mim e para o 40.
Boa noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário