segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Os dois netos famosos

       Eduardo inova, Aécio fadiga
Em meio ao maior desafio político da sua carreira – derrotar o PT no Recife e eleger um aliado prefeito – o governador Eduardo Campos (PSB) despontou pela primeira vez numa pesquisa para presidente da República com 6%.
O levantamento é do Sensus e mostrou a preferência do eleitorado pelo nome do ex-presidente Lula, que aparece com mais de 65% das indicações de voto. Um dia antes, numa pesquisa da CNT, Eduardo também foi lembrado por 3,5% dos entrevistados.
Aliados do governador dizem que seu projeto presidencial não está focado em 2014, mas em 2018. Custo a acreditar. Sua movimentação e exibição na mídia nacional geram desconfiança. Há um vácuo na oposição para um projeto novo.
O fato novo de 2014 pode até não ser o governador pernambucano, mas uma vitória no Recife o ajudará bastante a ser lembrado, até porque o senador Aécio Neves, candidato que o PSDB prepara, não se movimenta.
Também não se articula, está intocado em Minas Gerais e parece sofrer do que é em política se traduz por fadiga de material quando se identifica em alguém um processo precoce de envelhecimento.
Na pesquisa Sensus, aliás, Aécio tem apenas 13%, percentual baixíssimo para quem está na mídia há muitos anos, desde que perdeu em 2010 o direito de disputar na legenda tucana para José Serra.
(Do blog de Magno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário