sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Êxodo forçado na França

Fernando Eichenberg, O Globo
Os desmanches de acampamentos irregulares de ciganos na França e as expulsões de seus residentes do país reavivaram no governo socialista de François Hollande a polêmica deflagrada há dois anos pelo conservador e então presidente Nicolas Sarkozy. Nesta quinta-feira, 150 agentes da polícia especial francesa CRS desmantelaram dois acampamentos ciganos nas localidades de Hellemmes e Villeneuve d’Ascq, na região de Lille.
Seus 240 moradores foram repatriados para a Romênia. Um dia antes, as forças de segurança haviam desfeito em menos de três horas o maior acampamento cigano de Paris, na Porta de Aubervilliers, em cumprimento a uma ordem judicial de janeiro. Na terça-feira, os 160 ciganos que ali viviam, alertados sobre a operação, deixaram o local. Segundo a ONG Médicos do Mundo, que acompanha os acampamentos nos arredores de Lyon, dois voos fretados com ciganos decolaram nos dias 10 de maio e 5 de julho rumo à Romênia.

Ciganos deixam acampamento nos arredores de Lyon Foto: AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário