terça-feira, 31 de julho de 2012

Um artífice do mensalão julgando seus pares


Com apoio de Lula e de colegas do STF, Toffoli vai julgar mensalão


Vera Rosa, Felipe Recondo e Mariângela Galucci, Estadão.com.br
O ministro do Supremo Tribunal Federal José Antônio Dias Toffoli vai participar do julgamento do mensalão, que começa na quinta-feira, 2, e deve durar mais de um mês. Em conversas reservadas, Toffoli disse não ver motivos para se declarar impedido. Acrescentou que a pressão para ficar de fora só o estimulou a atuar no caso.
Amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para quem também não há motivos de impedimento, e do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu – apontado pelo Ministério Público como "chefe da quadrilha" do mensalão –, Toffoli construiu sua carreira jurídica dentro do PT. Ele foi advogado do partido – destacando-se na liderança petista na Câmara dos Deputados nos anos 1990, e na consultoria de campanhas eleitorais –, assessor jurídico da Casa Civil quando o ministro era Dirceu e advogado-geral da União do governo Lula.
Leia mais em Com apoio de Lula e aval de colegas do STF, Toffoli vai julgar mensalão

Nenhum comentário:

Postar um comentário