quinta-feira, 19 de julho de 2012

Se o brasileiro também estudasse e reagisse

Na capital da Síria, uma silenciosa mudança de lado


Renata Malkes, O Globo
Eles foram duramente criticados em toda a Síria durante 17 meses. Enquanto moradores de cidades como Hama, Homs, Deraa e Deir el-Ezzor enfrentavam a artilharia do regime de Bashar al-Assad, os damascenos continuavam vivendo confortavelmente entre seus trabalhos, cafés e restaurantes.
A população de 2,5 milhões de habitantes de Damasco foi acusada de viver numa pequena bolha cosmopolita; de ignorar o sofrimento no resto do país. Muitos se defendem, alegando medo do regime, da violência e da instabilidade.


Leia mais em Na capital da Síria, uma silenciosa mudança de lado

Nenhum comentário:

Postar um comentário