sexta-feira, 20 de julho de 2012

Mico tucano dourado

O presidente da Juventude Estadual do PSDB de São Paulo, Paulo Mathias, chamou de "atitude de criança" o protesto realizado por militantes tucanos durante caminhada do candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, anteontem. Marcos Saraiva, 18, e Victor Ferreira, 22, integravam o grupo de supostos estudantes que abordou o ex-ministro da Educação para cobrar sua intervenção pelo fim da greve nas universidades federais, que dura dois meses. 

"É uma atitude de criança, que não representa a Juventude. Não endosso e não apoio", disse Mathias, que preside o braço da militância tucana do qual Saraiva é conselheiro político. Breno Siviero, presidente da Juventude Municipal (que tem Victor Ferreira como secretário), seguiu a mesma linha: "Ninguém pode fazer isso em nome da Juventude". O protesto relâmpago foi filmado pelos manifestantes, que enrolaram os cartazes com críticas à política educacional do PT e foram embora logo depois da abordagem ao candidato. 

O vereador Antonio Donato (PT), coordenador da campanha de Haddad, chamou os jovens de "fascistas" em texto divulgado pelo partido. "Usando de um expediente tipicamente fascista, quatro jovens tucanos passaram-se por estudantes para protestar contra a greve nas universidades federais, como se estivessem mesmo preocupados com essa paralisação", afirmou na nota. Donato classificou o episódio como "um alerta de que o PSDB está disposto a usar de qualquer expediente para favorecer seu candidato". Em campanha na zona norte, Haddad criticou ontem a manifestação dos tucanos: "Não considero adequado nossos adversários se organizarem para criar embaraços artificiais", disse.(Folha de São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário