quarta-feira, 11 de julho de 2012

Fogo amigo tucano - sempre

A cúpula do PSDB paulista se mobilizou ontem para evitar a saída do coordenador-geral da campanha de José Serra à Prefeitura de São Paulo, Edson Aparecido. Desde a última semana, ele estudava abandonar o posto, como noticiou ontem a Folha. A aliados, manifestou insatisfação com a ingerência do prefeito Gilberto Kassab (PSD). Ontem, Serra e o governador Geraldo Alckmin atuaram para aplacar a crise interna. O candidato conversou com Aparecido no fim da tarde, e Alckmin esteve com ele pelo menos duas vezes em 24 horas. Além deles, o secretário Sidney Beraldo (Casa Civil) e o senador Aloysio Nunes atuaram. Argumentaram que a saída iria expor o governador, de quem Aparecido é próximo, e afetaria a campanha de Serra.(Folha de São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário