quarta-feira, 18 de julho de 2012

EFEITO MAROLINHA

Congresso aprova texto final da LDO sem benefício para Petrobras


Cristiane Jungblut, O Globo
Por pressão do Tribunal de Contas da União (TCU) e do PSDB, principalmente, o Plenário do Congresso retirou da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013 o texto que liberava a Petrobras e outras grandes estatais a ter que obedecer aos sistemas de referência de obras oficiais em obras de construção civil e que fora aprovado, mais cedo, na Comissão Mista de Orçamento (CMO).
O governo fez o acordo e desistiu da proposta, para evitar que a oposição derrubasse a sessão. Com isso, o Congresso aprovou a LDO, e o recesso parlamentar começa nesta quarta-feira. Na redação do texto final, , o crescimento é mantido em 5,5% do PIB para 2013 - apesar de o mercado já ter reduzido a previsão para este ano para cerca de 2%.
Leia mais em Congresso aprova texto final da LDO sem benefício para Petrobras

Nenhum comentário:

Postar um comentário