sexta-feira, 20 de julho de 2012

CPI do Telefone mudo
















Antes mesmo da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) determinar a suspensão da venda de planos de três operadoras de telefonia móvel por todo o País, os deputados já vinham se mobilizando para criar uma CPI para investigar as operadoras, segundo o Poder Online.
Na véspera de começar o recesso parlamentar, a iniciativa do deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS) já tinha 165 assinaturas. Para se iniciar uma CPI na Câmara são necessárias pelo menos 171 assinaturas.
O deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), que também auxiliou na coleta de assinaturas para a CPI, acredita que depois da decisão da Anatel as seis assinaturas que faltam serão colhidas rapidamente assim que o recesso terminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário