quinta-feira, 7 de junho de 2012

Você soube disso bem antes, aqui. Vou postar apenas para mostrar que estamos sempre um ano à frente dos blogueiros da capital. Se tiver tempo, pode buscar a mesma informação de Inaldo Sampaio nas antigas do Meu Araripe.

Do blog de Inaldo Sampaio

Eduardo Campos começa a reavaliar a aliança do PSB com o PT na capital pernambucana

 

1- O governador Eduardo Campos está reavaliando a aliança do seu partido com o PT na capital pernambucana.
2- Foi o que ele deu a entender, ontem à noite, em sua casa, ao reunir-se com o seu “conselho político”.
3- Estavam na reunião, entre outros, o secretário Sileno Guedes (articulação social), o ex-presidente regional do partido, Milton Coelho, o deputado Valdemar Borges e o prefeito de São Lourenço, Ettore Labanca.
4- O governador ficou irritado com a tentativa do PT nacional de debitar na conta dele a escolha do senador Humberto Costa para ser o candidato do PT à prefeitura do Recife.
5- Ele tinha simpatia por Maurício Rands, mas sempre fez questão de deixar claro que o prefeito João da Costa não poderia ser “esmagado”.
6- Em razão disso, determinou ao presidente estadual do PSB, Sileno Guedes e ao atual vice-prefeito, Milton Coelho, que fossem à sede regional do partido, ontem, dar uma coletiva de imprensa.
7- Recado de Sileno e Milton: a aliança do PT com o PSB não é automática. Ou seja, tem que passar por muita conversa.
8- Ponto um da conversa: a sucessão estadual de 2014. Isso porque o deputado Sílvio Costa (PTB) teria dito, em Brasília, que o senador Armando Monteiro “terá o prefeito do Recife na campanha dele para o Governo do Estado”.
9- Reação do PSB: já que o presidente nacional do PT, Rui Falcão, esteve pessoalmente em Fortaleza, na semana passada, para negociar a aliança do PSB com o PT para 2012 e 2014, por que em Pernambuco será diferente?
10- Pelos termos do acordo de Rui Falcão com o governador Cid Gomes, o PSB se compromete a apoiar o candidato do PT à prefeitura de Fortaleza, agora. E, em troca, o PT apoiará o candidato do PSB a governador em 2014, seja ele quem for.
11-  Se o senador Humberto Costa não prestar atenção a esse jogo e assumir o comando do processo, poderá ficar pelo meio do caminho".

AGORA, NÓS:
Isso é assunto velho para o Meu Araripe. Você soube aqui primeiro, há mais de um ano. O assunto novo é: Eduardo Campos pode ser presidente, já em 2014, se fizer aliança com o PSDB de São Paulo e não com o PT. Resta saber se o neto de Arraes tem mais coragem que o neto de Tancredo Neves, ou se é marionete como os petistas de Recife, que se curvaram aos 'chefetes' paulistas.
Entenda: José Serra não perdoa as traições de Aécio e certamente não o apoiará. Serra não tem candidato viável no seu grupo para disputar a presidência. Geraldo é candidato a reeleição em São Paulo e Kassab é aliado de Eduardo. Se jogarem juntos agora, o jogo de 2014 estará jogado desde já. Estou só repetindo o que já disse antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário