quarta-feira, 6 de junho de 2012

O que falam da humilhação imposta pelos paulistas aos petistas de Pernambuco

Por Fernando Castilho, do JC Negócios

Todos sabemos que para São Paulo, somos o Nordeste. Ou o Norte, como se refere o empresário Eike Batista às duas Regiões em termos de seus negócios. Mas esta é a primeira vez em que nossa importância política foi reduzida a menos de 10 minutos de conversa sobre “a confusão do PT do Recife” da Executiva Nacional de um partido em São Paulo.

Importa pouco que o presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, tenha avisado ao prefeito João da Costa que ele estava fora do jogo eleitoral da capital de Pernambuco em outubro. Importa o gesto, antes da reunião formal, que resume o tempo em que a direção do partido cuidou da questão Recife. E embora isso apenas reflita a atenção que o conjunto de dirigentes nacionais tem para os dirigentes do partido em Pernambuco, também mostra o nível de altivez dos nossos dirigentes.

Melhor fizeram os cearenses de Fortaleza, que resolveram suas questões internas e apenas comunicaram ao partido que estavam indo e que se o governador Cid Gomes quisesse, poderia entrar na composição que gerou a chapa.

A cara do escolhido (biônico) é de derrota antecipada.



Leia mais Clicando aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário