segunda-feira, 18 de junho de 2012

Lula não está bem nessa foto. Está desconfortável. Estariam dopando ele para fazer imagens constrangedoras? A turma de Zé Dirceu e Haddad é capaz de tudo.

Anúncio de aliança do PT com o PP aconteceu depois de reunião com Lula
Sérgio Roxo, O Globo
Depois de uma conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o deputado federal Paulo Maluf anunciou, no começo da tarde desta segunda-feira, o apoio do PP à candidatura do petista Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo. Com a aliança, Haddad ficará com o maior tempo na propaganda eleitoral, cerca de oito minutos.

Foto: O Globo

Maluf negou que o apoio seja uma contrapartida pela nomeação, publicada na última sexta-feira no Diário Oficial da União, de Osvaldo Garcia, que seria ligado ao deputado, para a secretaria de saneamento ambiental do Ministério das Cidades.
- Não conheço (Garcia). Parece que é do Paraná.
Lula ficou cerca de meia hora na casa de Maluf, nos bairro dos Jardins, em São Paulo. Saiu sem dar entrevista. Haddad e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, também participaram do encontro.
- Queria agradecer a presença do presidente, que apesar das recomendações médicas de não falar, compareceu à minha casa - disse Maluf.
Maluf, que é presidente estadual do PP, disse que decidiu se aliar a Haddad porque "o prefeito de São Paulo precisa do apoio do governo federal" para resolver os problemas da cidade. Ele não quis dizer os motivos que o levaram a desistir de negociar a aliança com o tucano José Serra.
Questionado sobre as restrições feitas por Luiza Erundina, vice na chapa do petista, na aliança, o deputado elogiou a gestão dela na prefeitura. Também afirmou que no mundo atual "não existe mais esquerda e direita".
Maluf se colocou à disposição para aparecer na propaganda eleitoral do petista na televisão.
Haddad afirmou que a participação do líder do PP na propaganda ainda será avaliada e disse ser "normal partidos que têm diferença" fazerem uma aliança pela cidade.
Indagado sobre as críticas de Erundina, o candidato do PT respondeu:
- Eu compreendo as declarações porque se você retomar o período de 20 ou 24 anos atrás (quando Erundina foi prefeita), nós tínhamos um contexto que as coisas se comportavam de uma determinada maneira. Hoje, temos um projeto político no país que está dando certo, que pelo terceiro mandato conta com o apoio do Partido Progressista. O PP coordena o Ministério das Cidades. Nós temos que olhar o que é melhor para a cidade hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário