sábado, 23 de junho de 2012

Governador tem quatro cidades para se dedicar no Sertão

O 'desaforo' dos petistas, que tiraram Odacy do PSB de Petrolina para rachar a Frente Popular na terra da uva, resultou no racha de Recife, que se espalha por todo estado.
O governador Eduardo Campos, segundo fontes, vai montar acampamento em quatro cidades médias sertanejas, onde considera questão de honra vencer as eleições de outubro e realizar trabalhos revolucionários já visando transformar o interior do Estado num celeiro de desenvolvimento. São elas: Araripina, Petrolina, Salgueiro e Serra Talhada. Das quatro, onde as coisas são difíceis é Petrolina, pois lá um prefeito bem avaliado está com o pé no acelerador e o PT rachou com o Palácio, lançando, desde cedo o deputado Odacy Amorim, cujo nome foi buscar justamente no PSB de Eduardo, uma espécie de provocação gratuita e antecipada, o que resultou em toda essa 'bagaceira' que ocorre na capital pernambucana.

GARANHUNS AOS PETEBISTAS
Eduardo Campos está fazendo gestos visando segurar o PTB na Frente Popular. Um desses gestos poderá ser o apoio ao deputado Izaías Regis para prefeito de Garanhus, com o PSB indicando o vice. Ao PDT está sendo dado apoio incondicional para fortalecimento de Zé Queiroz em Caruaru, na dura batalha que este trava com Mirian Lacerda (DEM). Eduardo ainda deve ceder a vaga de vice na capital ao PTB, que poderá indicar o presidente do Santa Cruz, Antônio Luis Neto para compor a chapa de Geraldo Julio. Isto asseguraria junto a Eduardo Campos e a seu leque de alianças pelo interior os trabalhistas de Vargas e os Trabalhistas de Brizola, em Pernambuco representados por Armando Monteiro e Zé Queiroz, respectivamente.
O PC do B já decidiu apoiar Geraldo Julio (PSB) em Recife. O comunistas fizeram as contas e descobriram que poderiam perder Olinda, caso decidissem marchar com o PT na capital, liberando Eduardo Campos para apoiar outro candidato que enfrentasse o frágil Renildo Calheiros.

REFLEXO EM ARARIPINA
As decisões tomadas em Recife afetam a política de Araripina e de todo o interior. Se o PC do B da capital vai de Geraldo Júlio, o PC do B de Araripina, certamente, se dirá confortável no palanque de Alexandre Arraes. Da mesma forma, se o PDT de Zé Queiroz vai de Geraldo na capital, o diretório de Araripina deverá ir de Alexandre, a menos que este faça acertos com Boba Sampaio para transformar o partido de Evilásio em calda para este, para Aurismar e para o próprio Boba - "Mas não com Socorro', alerta uma fonte.

E O PSL de Dra. Socorro?
Sobre este, não tenho notícias. Idelfonso do Mel deixou de emitir sinais. O presidente do partido em Pernambuco deverá ser procurado também para compor com o governador na capital e no interior. Resta saber o que decidirão em conjunto ou em separados.

São conjecturas. Estou ouvindo muita gente. Posto sobre aquilo que parece mais verdadeiro e cuja fonte parecde mais lúcida,mais corada e não pálida com os episódios. Posso postar da forma que for passada a versão de pessoas citadas. Evilásio Matheus e Dr.Raimundo, se quiserem, poderão emitir sinais pela caixa de comentários.
Em breve poderei 'doar' o blog a alguém que coloque a cara. Todos poderão procurá-lo pessoalmente para ponderar e plantar suas 'raízes noticiosas'. Até agora, depois de disponibilizado a quem interessar, apenas Ronaldo Lacerda se disse interessado e alegou as razões para tanto interesse. Mas eu ainda não decidi entregar o Meu Araripe a Ronaldo. Ele é candidato a vereador e poderá ficar tendencioso de última hora.Vou maturar mais.  Se Eduardo Campos pode deixar as decisões políticas importantes somente para a última hora, quando já conhece o nome da ovelhinha que se ofereceu para 'chutar o queixo do leão', eu também posso adiar a minha decisão de dar uma cara ao blog.
Assim começo o dia, escrevendo para você ainda no escuro. Já vi que tem gente chegando para 'tomar o café Meu Araripe".
Entre. Tome, meu bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário